Vettel espera corrida difícil para todas as equipes na Austrália e diz: “É hora de ver o quão competitivos somos”

O tetracampeão Sebastian Vettel fará neste fim de semana sua estreia pela Ferrari ao disputar o GP da Austrália, em Melbourne. Ele destacou as dificuldades que o circuito do Albert Park normalmente apresenta às equipes

Sebastian Vettel espera poder ter na Austrália uma primeira visão mais realista de qual é a divisão de forças da F1 em 2015. É lá que acontece, neste domingo (15), o GP que abre a temporada 2015 do Mundial de F1.
 
Prestes a estrear pela Ferrari, o tetracampeão mundial destacou que o circuito do Albert Park dificulta o trabalho das equipes no acerto dos carros e representa um desafio a mais para as equipes. Mas ele acredita que seu novo time se preparou da maneira adequada.
A expectativa pela estreia de Sebastian Vettel na Ferrari é grande (Foto: Getty Images)
“Durante o inverno, completamos a maior parte do programa que havíamos estabelecido. Agora é hora de entrar na pista e ver o quão competitivos somos”, disse o alemão.
 
“A pista de Melbourne é bem legal, mas por ser em vias públicas, é muito difícil, pois a superfície é ondulada. Por causa disso, você precisa optar por uma configuração mais suave do que usaria em outros circuitos, pois você precisa tentar absorver os pulos do carro o máximo possível. Fora isso, é a primeira corrida do ano e será difícil para todos encontrarem a melhor forma de fazer o acerto fino do carro, pois tudo ainda é bem novo. Contudo, isso é parte do desafio. É para isso que testamos, para ficarmos o mais prontos possível”, destacou.
 
Seu companheiro de equipe, Kimi Räikkönen, lembrou seu histórico positivo em Melbourne. Ele venceu lá ao estrear pela Ferrari em 2007 e depois com a Lotus na primeira corrida de 2013. O finlandês também está bem mais satisfeito com o carro do que no ano passado.
 
“É um lugar legal para começar, mesmo que seja um caminho longo para todos. A viagem é longa, mas é legal estar aqui em Melbourne”, falou.

“Eu acho que, comparado com o ano passado, fizemos um grande trabalho como equipe. Estamos satisfeitos com o que conquistamos ao longo do inverno e com o nível de competitividade que esperamos ter alcançado, mesmo que tenhamos que esperar até entrar na pista para o veredicto. De qualquer forma, vamos continuar a atacar para melhorar o tempo todo. Estou confiante de que vamos conquistar os resultados que merecemos e queremos”, concluiu.

 
O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL as atividades de pista do GP da Austrália a partir das 22h30 (de Brasília) desta quinta-feira.
 
 
E MAIS

Mercedes aterroriza em testes e se põe como favorita absoluta

Continuidade é chave para Williams manter rota de sucesso

Ferrari muda por completo e vai em rumo certo para se reerguer

McLaren pensa em nova era com a Honda. Começa bem mal

Com carro 'brasileiro', Nasr vai bem nos testes. Mas sabe da vida dura

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube