Vettel estranha ter mesmo desempenho na classificação inteira: “Não tinha velocidade”

Sebastian Vettel não teve classificação fácil em Silverstone. Nesse sábado (13), sem ritmo para fazer frente para as Mercedes, Red Bull e Charles Leclerc, o alemão teve que se contentar apenas com o sexto posto do grid de largada. Mas apesar da performance abaixo do esperado, crê em bom ritmo de corrida

Sebastian Vettel não teve a melhor das classificações para o GP da Inglaterra. Neste sábado (13), o alemão virou apenas 1min25s787 e conseguiu apenas o sexto posto do grid de largada para o domingo.
 
O titular da Ferrari já não vinha apresentando desempenho bom suficiente para brigar pela pole-position em Silverstone. No Q1, foi apenas o quinto mais rápido, enquanto no Q2, teve um tempo 0s477 inferior ao do ponteiro Charles Leclerc.
Sebastian Vettel (Foto: Ferrari)

Então, quando chegou na fase final da tomada de tempos, não conseguiu fazer frente nem para seu companheiro, nem para a dupla da Mercedes ou para os titulares da Red Bull, tendo de se contentar com a terceira fila do grid.
 

Ao comentar sobre seu desempenho, foi sincero. “Não sei, acho que não tinha velocidade. Normalmente você vai mais rápido do Q1 ao Q3, mas isso não aconteceu hoje. Acho que estive tão rápido no Q1 quanto no Q3, o que é estranho. Apenas não tive uma boa sensação com o carro, o que não ajudou”, disse.
 
“Realmente não tenho a resposta agora. Aqui é preciso ter uma boa sensação com o carro para conseguir rodar bem. Na corrida normalmente é boa. Mas acredito que nosso ritmo de corrida é bom. Vai ser uma briga entre nós e as Red Bull”, completou.
 

Paddockast #24
A BATALHA: Indy x MotoGP

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube