Vettel evita culpar Massa por perda da pole e se diz feliz com posição de largada na Coreia

Sebastian Vettel teve pela frente o carro de Felipe Massa na última volta do Q3 e perdeu tempo e a pole-position para Mark Webber. Ainda assim, o alemão evitou polemizar e se mostrou otimista com a corrida deste domingo

Favorito absoluto à conquista da pole-position do GP da Coreia do Sul, Sebastian Vettel estava soberano na classificação até o último minuto da tomada de tempos. Até que veio Mark Webber, que quebrou o domínio do germânico e assegurou a posição de honra no grid de Yeongam. Em sua última tentativa, Sebastian teve de passar Felipe Massa, que vinha em volta de desaceleração e retorno aos boxes, perdeu tempo e, consequentemente, a chance de retomar a pole em solo coreano.

Após cruzar a linha de chegada, Vettel recebeu a confirmação, via rádio, de que não havia conseguido superar o tempo do companheiro de Red Bull. “Você é P2. Sua volta não foi boa o suficiente. Mark é P1”, informou seu engenheiro, no pit-wall. Sebastian replicou e questionou sua equipe sobre a presença de Felipe na pista. “Por que você não me avisou sobre Massa?”, bradou o germânico, que foi prontamente confrontado pelo engenheiro. “O que eu deveria dizer?”

Vettel disse que ficou feliz com o segundo lugar no grid, mas a imagem diz o contrário (Foto: Red Bull/Getty Images)

Na entrevista coletiva concedida pelos três primeiros colocados do grid de largada, Vettel evitou polemizar e minimizou a perda da pole em Yeongam. “No geral, acho que nós podemos ficar felizes com o resultado. Estávamos muito rápidos na primeira parte da classificação, e também fomos bem rápidos na segunda.”

“Na última volta, não quero culpar Felipe porque eu pensei que ele estava vindo [em volta rápida], mas ele não estava, e eu o peguei no último setor e tive de tirar o pé. Não é o ideal”, disse o alemão, sem querer estender o assunto. “Não gosto desse tipo de discussão. Tivemos muitas dessas, recentemente, mas essas coisas acontecem”, relevou o bicampeão do mundo.

“Mas não é culpa de Felipe. Se aconteceu algo, foi por erro meu. Não gosto de culpar algo ou alguém por um resultado. Estou feliz pelo resultado final”, destacou Sebastian, que, de fato, tem motivos mesmo para ficar feliz. Seu maior rival na luta pelo tricampeonato, Fernando Alonso, largará apenas na quarta posição.

Para a corrida, no entanto, Vettel se mostrou bastante otimista em poder triunfar. Entretanto, o alemão não fala abertamente em conquistar, no domingo, sua segunda vitória consecutiva em Yeongam. “Há uma longa reta após a largada, o que pode ser bastante interessante amanhã”, disse. “Tive uma boa largada no ano passado, e aqui você nunca sabe o que pode acontecer. Você pode largar em terceiro, quarto, quinto, e acabar na frente”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube