F1

Vettel fecha porta da Red Bull para Alonso em 2014: “Prefiro Kimi como companheiro”

O piloto alemão disse que tem uma relação melhor com o finlandês tanto dentro quanto fora da pista, por isso prefere o ter como companheiro. Daniel Ricciardo, da Toro Rosso, também está na briga
Warm Up / Redação GP, de São Paulo

Opinião GP: Mercedes tem sorte na Hungria, mas mostra reação
Por vaga em 2014, agente de Alonso se reúne com chefe da Red Bull
Boullier diz que ligação de Alonso e Red Bull não afeta escolha de Kimi
Futuro na Ferrari independe de eventual saída de Alonso, diz Massa

No que depender de Sebastian Vettel, as portas da Red Bull não vão estar abertas para Fernando Alonso em 2014. Insatisfeito com o desempenho da Ferrari nas últimas etapas do Mundial de F1, o espanhol vem sendo especulado como substituto de Mark Webber na próxima temporada.

É que, segundo o jornal alemão ‘Bild’, durante o GP da Hungria, o empresário do bicampeão teve um encontro com o chefe da Red Bull, Christian Horner, onde teria oferecido o piloto. E quem não gostou muito dessa história foi Vettel. Ainda em Hungaroring, o alemão disse que respeita Alonso, mas prefere Kimi Räikkönen como parceiro, já que tem uma relação melhor com o finlandês.
Räikkönen e Vettel são amiguinhos (Foto: Getty Images)

“Eu preferia Kimi. Mas devo ser cuidadoso, não tenho nada contra Fernando e o respeito muito como piloto, mas também respeito Kimi tanto dentro da pista como fora dela porque ele sempre foi muito sincero comigo. Desse ponto de vista pode parecer um pouco mais fácil”, declarou.

A decisão da Red Bull sobre quem será o companheiro de Vettel em 2014 ainda não foi tomada, mas os favoritos à vaga são o próprio Räikkönen, além de Daniel Ricciardo, da Toro Rosso. O nome de Alonso ganhou força neste fim de semana, justamente por causa do boato.

Com a porta possivelmente fechada na Red Bull, o bicampeão vai precisar se contentar com as limitações da Ferrari. Após a corrida da Hungria, Alonso lamentou o quinto lugar e a falta de ritmo e disse que não tem como responder sobre o que estava acontecendo porque não é ele que fabrica as novas peças.

A declaração pegou mal na Ferrari, e o presidente da escuderia, Luca di Montezemolo o chamou para um ‘puxão de orelha’ nesta segunda-feira (29), justamente quando o espanhol completou 32 anos.

Quem deve ser o substituto de Webber em 2014? Vote aqui

Quer andar de Nascar com Christian Fittipaldi em Orlando? CLIQUE