Vettel fica sem encontrar “um pouquinho de tempo” na volta final e sai “não tão feliz” da classificação no Canadá

Sebastian Vettel ficou perto de bater Lewis Hamilton. Em determinado momento no Q3, os dois ficaram separados por apenas 0s004. Mas após uma volta espetacular no fim, o britânico garantiu a sua pole-position 65. Vettel, 0s330 atrás, vai dividir a primeira fila, mas acredita que pode dar o troco na corrida

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Não deu para Sebastian Vettel dessa vez. O alemão bem que tentou, forçou o ritmo no fim, mas não foi o bastante para superar Lewis Hamilton, que reverteu o teórico favoritismo da Ferrari e colocou a Mercedes na pole-position do GP do Canadá na sessão classificatória deste sábado (10) no circuito Gilles Villeneuve. De forma emocionante, o britânico igualou a marca do seu grande ídolo, Ayrton Senna, e vai largar na frente pela 65ª vez na carreira.

 
Mas o alemão acredita que tem tudo para reverter o cenário no domingo. Confiante no ritmo de corrida da Ferrari, Vettel se vê com chances de virar o jogo e alcançar sua quarta vitória na temporada no domingo. 
 
Durante a entrevista coletiva logo após a classificação em Montreal, Seb foi perguntado sobre ter ritmo de corrida para vencer e mostrou confiança. “Acho que tenho”. No entanto, o tetracampeão e líder do campeonato lamentou pelo erro cometido na sua última tentativa de volta rápida.
Sebastian Vettel confia no ritmo de corrida da Ferrari para domingo no Canadá (Foto: Ferrari)
“Não estou tão feliz com a última volta que tive na classificação. Adoraria ter repetido a segunda volta e ter encontrado um pouquinho [de tempo]. Provavelmente acabei acelerando um pouco forte demais”, admitiu.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Na sua segunda tentativa no Q3, Vettel passou a apenas 0s004 de Hamilton e deu a entender que poderia engrossar a batalha pela pole nos segundos finais. Mas Hamilton encaixou uma volta incrível, quebrou o recorde da pista e garantiu a pole. Seb também conseguiu melhorar seu tempo, mas não passou de 1min11s789, 0s330 atrás do seu grande rival na luta pelo título.

 
No entanto, no fim das contas, o piloto da Ferrari fez um balanço positivo. “Foi uma boa sessão. No começo, acabei sofrendo para encontrar o ritmo. As gaivotas estavam na curva 1 no ano passado, então tenho certeza que nós vamos mandar bem amanhã”, brincou o alemão, que venceu apenas uma vez em Montreal, em 2013, no ano do seu tetra com a Red Bull.
 
A largada do GP do Canadá, sétima etapa da temporada 2017 do Mundial de F1, está prevista para 15h (horário de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.
 
A NOVA F1 SE APROXIMA MAIS DA INDY. E ÁUDIO EM MÔNACO É PROVA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube