F1

Vettel lamenta “pequenos problemas”, mas define novos pneus como “quase iguais aos de 2018”

Sebastian Vettel liderou o primeiro dia de testes coletivos em Abu Dhabi e já concluiu que os novos pneus da Pirelli são bem parecidos com os atuais. O alemão espera que Charles Leclerc ande mais no segundo dia e sem os problemas que teve no carro
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Sebastian Vettel (Foto: Ferrari)
Sebastian Vettel puxou a fila no primeiro dia de testes coletivos em Abu Dhabi, mas saiu bem pouco animado do carro. Apesar da dianteira desta terça-feira (27) com 1min36s812, o alemão relatou que teve problemas que o tiraram bom tempo de pista e explicou que os pneus novos da Pirelli são praticamente iguais aos de 2018.
 
O tetracampeão acabou anotando sua melhor marca com os hipermacios, rodando mais baixo do que com os novos compostos que foram nomeados por números. Para o alemão, a diferença em 2019 estará nas escolhas da fornecedora italiana para cada etapa e não nos compostos em si.
Sebastian Vettel liderou o dia de teste coletivo (Foto: AFP)
"As diferenças são bem pequenas. Talvez o hipermacio esteja mais próximo dos outros e o duro mais próximo também. Acho que o que mais importa são as escolhas que a Pirelli fará. É o que mais temos de prestar atenção, os pneus que eles vão selecionar. Provavelmente fará mais diferença do que essa mudança dos pneus de 2018 para 2019", disse.
 
Mesmo líder, Vettel perdeu bastante tempo com problemas no carro e só deu 69 voltas. O alemão espera que o novo companheiro Charles Leclerc consiga maior quilometragem na quarta-feira.
 
"Infelizmente, tivemos pequenos problemas hoje e precisamos de tempo e atenção para trocar partes quebradas. Nada grande, mas perdemos tempo. Não tivemos grandes surpresas, os pneus funcionaram, pareceram muito os antigos e conseguimos muitas informações. Mas eu queria ter feito mais em stints mais longos, principalmente. Acho que o Charles vai ter mais tempo de pista amanhã e vai nos dar mais respostas", completou.