F1
05/04/2017 04:38

Vettel lembra última vitória de Schumacher na F1 e estampa homenagem no capacete no GP da China

Sebastian Vettel decidiu homenagear Michael Schumacher. Lembrando a última vitória do multicampeão na F1 – que aconteceu na China em 2006 -, o líder do campeonato vai estampar uma pintura diferente no capacete para a etapa em Xangai
Warm Up / Redação GP, de Curitiba
 Michael Schumacher celebra vitória no GP da China de 2006 (Foto: Ferrari)
 

Há pouco mais de dez anos, Michael Schumacher conquistava sua última vitória na F1, a 91ª da bem-sucedida carreira. E o palco era Xangai, que recebia o Mundial apenas pela terceira vez em sua história. A etapa marcava também mais um duro embate entre o alemão, então na Ferrari, e Fernando Alonso, que defendia à época a Renault. Ambos lutavam ponto a ponto pelo título, tanto é assim que, com o triunfo do ferrarista e o segundo lugar do espanhol, os dois saíram da China empatados na liderança da classificação. E por que estamos falando desta corrida? Porque Sebastian Vettel decidiu homenagear seu compatriota e ídolo de infância neste fim de semana.
 
O atual líder da F1 vai estampar uma nova pintura em seu capacete e vai incluir na parte de trás do casco uma imagem da celebração de Schumacher após a bandeirada na pista chinesa em 2006, a bordo do carro da Ferrari. E quem revelou detalhes da intenção do tetracampeão foi a Jens Munser Designs, marca responsável pelo layout do capacete de Vettel.
O desenho do capacete de Vettel na China (Foto: Reprodução)

A empresa compartilhou a imagem nesta quarta-feira (5) por meio de seu perfil no Twitter. A F1 desembarca na China neste fim de semana para a segunda corrida da temporada 2017. E Vettel chega como homem a ser batido depois da vitória conquistada na Austrália, há pouco menos de duas semanas.
 
Schumacher correu na F1 entre os anos de 1991 e 2012, com uma pausa entre 2006 e 2010 – período de sua primeira aposentadoria. No Mundial, o alemão guiou pela Jordan na estreia, depois por Benetton, Ferrari e Mercedes. Mas foi pilotando o carro vermelho que Michael viveu sua fase mais vitoriosa, quando ganhou cinco de seus impressionantes sete títulos.
 
Atualmente, o alemão vive recluso em sua casa da Suíça, onde se recupera de um grave acidente de esqui, sofrido em dezembro de 2013. 
PADDOCK GP #72 TRAZ ÁTILA ABREU E DISCUTE ETAPAS DA STOCK CAR, F1, INDY E MOTOGP