F1

Vettel minimiza batida no TL3 e culpa pneus dianteiros por baixa performance em Mônaco: “Não funcionaram”

Sebastian Vettel bateu no terceiro treino livre, mas entende que o incidente não atrapalhou na performance na sessão que definiu o grid de largada em Mônaco. Para o tetracampeão, faltou desempenho dos pneus, especialmente dos dianteiros

Grande Prêmio / Redação GP, de Sumaré
O sábado (25) não foi nada favorável a Sebastian Vettel e à Ferrari como um todo em Mônaco. O tetracampeão mundial de Fórmula 1 completou apenas sete voltas no terceiro treino livre, realizado pela manhã, por conta de uma batida sofrida na saída da curva Sainte-Dévote. À tarde, no treino classificatório, o alemão quase foi eliminado ainda no Q1, conseguiu avançar, mas não passou do quarto lugar no grid de largada, ficando a 0s7 do tempo do pole, Lewis Hamilton.
 
Ainda no rádio, durante sua volta de retorno aos boxes após a tentativa final de volta rápida, Vettel lembrou o erro cometido quando chegou a tocar uma das rodas do carro no guard-rail, fazendo cair por terra qualquer chance de superar o tempo de Max Verstappen, terceiro no grid. 
 
“Sinto muito... precisamos trabalhar. Perdi isso na [curva 12], então desculpe por isso. Mas obrigado por deixarem o carro pronto, pessoal. Foi uma sessão um pouco complicada”, disse.


Sebastian Vettel se mostrou decepcionado com a performance dos pneus dianteiros em Mônaco (Foto: Ferrari)
Vettel evitou colocar a performance abaixo do esperado por ele em Mônaco na batida sofrida no terceiro treino. 
 
“A manhã não teve nada a ver [com a classificação], então não quero transferir a culpa”, disse o piloto em entrevista coletiva pouco depois da sessão. “Certamente, nas duas primeiras voltas você precisa se reconstruir e entrar no ritmo. Mas, novamente, estive muitas vezes aqui, de forma que isso não é um problema”, declarou.
 
Na visão de Seb, o maior problema esteve na performance dos pneus nesta tarde. “Sofremos para fazer os pneus funcionarem, então você simplesmente não tem a sensação que deseja e precisa ter, especialmente dos pneus dianteiros para nós, que não funcionaram hoje”.
 
“Precisamos ir a fundo sobre isso. Já estamos tentando entender o máximo possível. Às vezes, dá certo”, cobrou.
 
Por conta do erro da equipe ao calcular mal o tempo para mandá-lo de volta à pista para fazer mais uma tentativa de volta rápida no Q1, Vettel quase foi eliminado. A mesma sorte não teve Charles Leclerc, que nem voltou à pista e caiu na primeira parte do treino. O monegasco vai largar em 16º.
 
Questionado pela emissora alemã RTL sobre o erro de estratégia da Ferrari, que quase o derrubou no Q1, Vettel se esquivou. “Não acho justo criticar a equipe assim”.
 
Também à emissora alemã, Mattia Binotto, chefe da Ferrari, confirmou que a Ferrari tem em circuitos como Mônaco seus pontos fracos. 
 
“Nossa principal fraqueza é encaixar nosso pacote às curvas de velocidade média e baixa. Em circuitos como os de apenas curvas de baixa, como Baku, conseguimos ser competitivos. Não há uma curva específica que nos dê problemas. Precisamos tentar acertar nosso carro para todos os tipos de curvas. Quando otimizarmos nosso carro nas curvas de velocidade média, então temos problemas em curvas de baixa”, disse.
 
Por fim, Vettel lembrou que, mesmo com a batida sofrida pela manhã, a Ferrari teve motivos para comemorar por conta da boa performance de Leclerc. Mas o que parecia ser um bom cenário mudou drasticamente no treino classificatório.
 
“Nesta manhã, Charles ficou muito feliz, e eu também, com as poucas voltas que fiz. Mas não foi bem assim durante a tarde. Por enquanto é assim, precisamos aceitar isso, ainda que não seja o que nós queremos. Mas vamos seguir em frente”, concluiu.

A largada do GP de Mônaco está marcada para 10h10 (horário de Brasília) deste domingo. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL. Siga tudo aqui.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.