carregando
F1

Vettel nega que salário causou saída da Ferrari e diz que vai “refletir sobre futuro”

Sebastian Vettel e Ferrari simplesmente estão sem um “desejo comum de seguir juntos”, afirmou o tetracampeão. Sebastian, que deixa Maranello ao fim de 2020, destacou que precisa refletir sobre o futuro e sobre novas prioridades na vida

Grande Prêmio / VITOR FAZIO, de Berlim
O salário de Sebastian Vettel rendeu manchetes ao longo do último mês. Conforme as conversas com a Ferrari chegavam às fases decisivas, mais se falava que Vettel teria de aceitar um corte para seguir além de 2020. Mas não foi isso que levou ao fim do vínculo: de acordo com o tetracampeão, as duas partes concordaram que era simplesmente o momento de tomar caminhos diferentes na Fórmula 1.
 
Vettel acredita que já não há um ponto em comum com a Ferrari quando o assunto é como voltar a conquistar títulos mundiais. Isso já ficava evidente desde o fim de 2019, quando a escuderia renovou até 2024 com Charles Leclerc, que caminha à passos largos rumo ao posto de primeiro piloto. Vettel já não teria o privilégio dos dias de parceria com Kimi Räikkönen.
 
“Minha relação com a Ferrari se encerra ao fim de 2020”, afirmou Vettel em comunicado. “Para conseguir os melhores resultados possíveis no esporte, é vital que todos os envolvidos trabalhem em harmonia. A equipe e eu percebemos que não há mais um desejo comum de seguir juntos além dessa temporada. Questões financeiras não foram um fator nessa decisão conjunta. Não é assim que eu penso quando todo certas decisões, nem nunca será”, seguiu.
Para Sebastian Vettel, o momento é de reflexão (Foto: AFP)
“O que está acontecendo nesses últimos meses levou muitos de nós a refletir sobre as reais prioridades na vida. Você precisa usar a imaginação e adotar uma nova abordagem. Eu, por exemplo, vou usar o tempo para refletir no que realmente importa quando o assunto é o meu futuro. A Ferrari ocupa um lugar especial na F1 e espero que tenha todo o sucesso que merece. Por fim, quero agradecer a todos na família Ferrari, todos os tifosi do mundo, todo o suporte que tive ao longo dos anos. Meu objetivo imediato é terminar minha passagem pela Ferrari, torcendo por novos momentos lindos juntos, completando os outros tantos que já tivemos”, destacou.
 
Quando Vettel fala em refletir sobre o futuro, surgem duas grandes alternativas: buscar acordo com alguma outra equipe do grid ou simplesmente se aposentar e focar na família. Ainda é cedo para apontar uma possível nova equipe para Sebastian, mas uma ida para a McLaren já é cogitada pela imprensa europeia.
 
A última temporada de Vettel pela Ferrari começa em 5 de julho. É a data do GP da Áustria, no Red Bull Ring.

Assista ao debate sobre a saída de Vettel da Ferrari no PADDOCK GP

Paddockast #60
OS PIORES PILOTOS DA HISTÓRIA DA F1


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.