Vettel pede calma, diz que é preciso parar com críticas sobre falta de ultrapassagens e aceitar que “a F1 tem corridas chatas”

Sebastian Vettel acha que toda a crítica que há por conta da falta de ultrapassagens na F1 é exagerada. Para o tetracampeão, as pessoas deveriam aceitar que algumas corridas do Mundo realmente serão chatas. “Não precisamos bater recordes em toda a corrida”, afirmou

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Depois de apontar os próprios erros ao longo da temporada e dizer que a Ferrari vai estudar tudo que deu errado para voltar forte em 2018, Sebastian Vettel não hesitou em falar sobre as críticas sobre a falta de ultrapassagens na F1. E no melhor estilo 'aceita que dói menos', o tetracampeão afirmou que as pessoas realmente deveriam "entender e aceitar que algumas corridas serão chatas".

 
Fornecedora única de pneus, a Pirelli divulgou nesta semana os números do campeonato e informou que 2017 foi o pior campeonato em ternos de ultrapassagem da era do DRS – a asa móvel traseira, recurso que ajuda na execução da manobra. Ao todo, foram 435 ultrapassagens ao longo do ano, o que representa uma queda de 49% na comparação com o ano passado. A temporada de 2016 teve uma prova a mais e registrou 866 manobras para o ganho de posição.
Sebastian Vettel disse que é preciso aceitar que a F1 tem corridas chatas (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

"Desejo que, no próximo ano, todos se acalmem", afirmou o ferrarista, vice-campeão do mundo neste ano. "Algumas corridas são chatas, e daí? Não vejo problemas nisso. Não acho que seja necessário ter de bater recordes toda a corrida, ter de ter algum registro de mais e mais ultrapassagens", completou.

 
"É verdade que algumas vezes, especialmente quando você tenta se recuperar e é mais rápido, mas não consegue a ultrapassagem por todas essas razões, é irritante. Mas, novamente, se você consegue fazer a manobra, há uma enorme satisfação dentro do carro, às vezes até fora do carro. Mas o que quero dizer é que a ultrapassagem deve ser uma conquista e não apenas ser entregue a você", acrescentou Seb.
 
"Por isso, o melhor é relaxar e aceitar que uma corrida ou outra será realmente chata, mas, a seguinte, será ótima. E assim vai", emendou.
FALTA DE HONESTIDADE

PERDA DE ETAPA DA FÓRMULA E É DESASTROSA PARA SÃO PAULO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube