Vettel revela falta de confiança com carro da Ferrari e prega trabalho: “Não estamos onde queremos estar”

Vencedor do GP da Austrália, Sebastian Vettel revelou que ainda não tem confiança total com o carro da Ferrari. O alemão avaliou que a escuderia de Maranello ainda tem muito trabalho a fazer para poder estar onde deseja

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Sebastian Vettel venceu o GP da Austrália, mas nem por isso está totalmente satisfeito com o carro da Ferrari. O alemão revelou que ainda não tem confiança total a bordo da SF71H.
 
Na etapa de Melbourne, Vettel largou em terceiro e por lá seguiu depois de não ameaçar Kimi Räikkönen na largada. Soberano no Albert Park, Lewis Hamilton foi aos boxes na 20ª volta, logo depois do finlandês ferrarista. Sebastian, por outro lado, foi ficando e aproveitou o revés duplo da Haas para fazer sua troca de pneus, tomar a liderança da prova e vencer o primeiro GP da temporada.
Sebastian Vettel afirmou que ainda não está onde gostaria com carro da Ferrari (Foto: Ferrari)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Com o resultado, Vettel, claro, assumiu a liderança do Mundial de Pilotos, mas ainda não sente que está onde quer.
 
“Falta um pouco de ritmo”, disse Vettel à emissora inglesa Sky Sports. “Ainda me falta um pouco de confiança no carro, então não estamos onde queremos estar e temos muito trabalho ainda por fazer”, seguiu.
 
“Quando o equilíbrio muda entre os stints, ainda não estou completamente no comando”, explicou. “Só não gosto da sensação disso. Se não sinto o que preciso, é um pouco complicado. O carro não responde da forma que você quer e você ainda escorrega em lugares em que não quer escorregar”, apontou.
 
“Eu quero que o carro esteja no lugar quando eu pisar no freio e virar, e naquela janela. Se pudesse escolher, gostaria que fosse um pouco diferente”, contou. “Acho que podemos viver com isso, mas também acho que, se superarmos isso, vamos nos sentir mais confiantes. No momento, é um pouco consciente demais”, concluiu.
 
"RIDÍCULO E LEVIANO"

AJUDA DELIBERADA DA HAAS À FERRARI? NÃO FAZ SENTIDO ALGUM

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube