Vettel revela que opinou sobre renovação e se diz contente com permanência de Räikkönen na Ferrari para 2016

Sebastian Vettel saudou a decisão da Ferrari em renovar o contrato com Kimi Räikkönen para 2016. O alemão entendeu que a estabilidade é algo valioso e ainda exaltou o bom relacionamento com o finlandês

Sebastian Vettel viu com bons olhos a renovação de contrato de Kimi Räikkönen na Ferrari. Durante a primeira parte da temporada, o finlandês foi constantemente alvo de rumores que o colocavam fora da equipe vermelha, especialmente devido às seguidas críticas e cobranças da cúpula do time por conta do desempenho inferior ao do alemão. Só que o futuro agora está claro para o nórdico, que vai seguir com os italianos na próxima temporada.

"Eu acho que ele é um piloto muito bom", disse o tetracampeão aos jornalistas, nesta quinta-feira (20), em Spa-Francorchamps, onde a F1 disputa a 11ª etapa do Mundial 2015. "Além disso, é muito bom para a equipe também. Eu tenho um ótimo relacionamento com ele, e isso é perfeito também porque teremos alguma estabilidade. A melhor coisa é que trabalhamos bem juntos, em conjunto com a equipe, fazendo o nosso melhor", completou.

Sebastian Vettel aprovou permanência do companheiro de equipe na Ferrari (Foto: AP)

Seb revelou que a equipe italiana pediu sua opinião sobre o acordo com o campeão de 2007. "Com certeza, queremos disputar um contra o outro, mas não acho que seja uma questão de ego ou que um queira ficar à frente da equipe. Não foi minha decisão, mas eles pediram a minha opinião e disse que adoraria continuar trabalhando com Kimi", acrescentou o piloto de 28 anos.

Vettel também defendeu o desempenho do companheiro de equipe na primeira metade do campeonato. "A primeira fase da temporada já se foi, mas eu acho que os resultados não são justos, porque Kimi teve um campeonato mais complicado que o meu. Às vezes, é assim", explicou.

"Mas em termos de performance, eu acho que estivemos muito, muito perto. E mais importante que isso, eu me dou muito bem com ele. Nada mudou desde que nos tornamos companheiros de equipe, então acho que isso é muito positivo para a equipe", emendou Sebastian.

O ferrarista também reservou palavras para a própria campanha em 2015 e a disputa do título. Vettel não se ilude quanto à diferença para a Mercedes, mas segue com o discurso de que vai incomodar os líderes. "Se você analisar a matemática, eu acho que não precisa ser um gênio para entender quantos pontos precisamos somar e o quanto estamos atrás. Também, somos realistas e sabemos que será uma batalha acirrada", disse.

"Se tivermos a chance de mudar um pouco a ordem, como aconteceu na Hungria, então vamos aproveitá-la, porque se tivermos a oportunidade e não a usarmos, então o erro será nosso. Mas se você pegar todas as corridas que tivemos até agora, vai ver que aproveitamos todas as duas oportunidades que tivemos. Mas a vantagem ainda está lá. Simplesmente não desaparece", encerrou o alemão.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube