Vettel se recusa a parar carro na posição do 2º lugar em protesto a punição no Canadá

Sebastian Vettel não engoliu calado a punição de 5s aplicada pela FIA (Federação Internacional de Automobilismo) por conta de um incidente com Lewis Hamilton no GP do Canadá. O alemão sequer parou o carro na posição do segundo lugar e tratou de ir direto atrás dos comissários da prova

Parecia o fim do domínio da Mercedes na temporada 2019, mas a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) teve um papel decisivo no desfecho da corrida deste domingo (9). A entidade aplicou uma punição de 5s a Sebastian Vettel, que cruzou a linha de chegada de Montreal na frente, mas viu a vitória cair no colo de Lewis Hamilton, o segundo na pista.
 
Já pelo rádio, Vettel tinha manifestado sua insatisfação com a punição, já que entende que fechou Hamilton por não ter conseguido controlar o carro após escapar da pista no trecho entre as curvas 3 e 4.

Sebastian Vettel não engoliu a decisão da FIA em Montreal (Foto: Reprodução)
Paddockast #21
A primeira vez a gente nunca esquece: as vitórias dos maiores nomes do esporte

“Você precisa ser absolutamente cedo para pensar que pode ir para a grama e controlar o carro”, disse Vettel pelo rádio. “Eu tive sorte por não ter atingido o muro. Que diabos eu tinha que fazer? Isso não é justo”, concluiu.
 
Irritado com a entidade máxima do esporte, Vettel sequer parou o carro na posição destinada ao segundo colocado na disputa. Após largar a Ferrari na entrada do pit-lane, o #5 seguiu direto para as instalações da escuderia de Maranello no circuito.
 
Vettel não parecia nada disposto a ir para o pódio, mas acabou sendo buscado por um representante da FIA. Antes de se juntar a Hamilton e Charles Leclerc na antessala do pódio, Seb ainda tratou de mudar as placas colocadas diante dos carros, destinando o número 2 à Mercedes de Lewis e o #1 ao lugar vazio no parque fechado.

Na hora de ser entrevistado no pódio, Lewis interrompeu a fala de Vettel para dizer que não entendia a razão de estar sendo vaiado no pódio, já que não tinha sido responsável pela decisão dos comissários. Mesmo irritado com a punição, Seb saiu em defesa do colega.
 
“As pessoas não deveriam vaiar Lewis. No muito, deveriam vaiar essas decisões curiosas”, avaliou.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube