carregando
F1

Vettel “seria uma boa história de marketing”, mas “não é a 1ª opção”, diz Mercedes

Toto Wolff não descartou por completo a possibilidade de contratar Sebastian Vettel, mas lembrou que o objetivo “é focar em nossa própria lista de pilotos”, fazendo menção a George Russell

Grande Prêmio / Redação GP, de Sumaré
O anúncio da saída de Sebastian Vettel da Ferrari, feito na última terça-feira (12), levantou uma nova discussão a respeito do futuro do alemão na F1. A McLaren parecia ser um novo destino plausível, mas após a confirmação da contratação de Daniel Ricciardo para substituir Carlos Sainz — de partida para Maranello — a partir de 2021 fechou uma porta importante para o tetracampeão. Desde então, publicações importantes da Europa, como a revista alemã ‘Auto Motor und Sport’ e o jornal suíço ‘Blick’ consideram apenas duas vias: ou Vettel fecha com a Mercedes ou se aposenta.
 
Toto Wolff, chefe da equipe que domina o Mundial de F1 desde 2014, falou à emissora austríaca ORF e naturalmente foi perguntado sobre a possibilidade de Vettel ser contratado pela Mercedes. 
 
Atualmente, a escuderia de Brackley tem Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, os dois com contrato a vencer neste ano, e o jovem George Russell — titular da Williams graças ao vínculo com a Mercedes — como membro do programa de jovens e reserva imediato da dupla.
Toto Wolff analisa as opções da Mercedes para formar a dupla de pilotos para 2021 (Foto: AFP)
Wolff admitiu que “um piloto alemão em um carro alemão seria uma boa história de marketing”. Contudo, ainda que não tenha descartado por completo a possibilidade de trazer o tetracampeão, Toto não o coloca como primeira alternativa.
 
“Queremos focar em nossa própria lista de pilotos. A pergunta para nós é o que fazemos com George Russell. Essa é uma opção”, declarou o austríaco. “E também há Sebastian Vettel, mas não é primeira [opção] na agenda”, salientou.
 
Não faltaram, contudo, palavras elogiosas de Wolff para Vettel. “Vettel é muito bom. Ele dá tudo de si. Ele pode decidir se quer sair ou ficar em outra equipe. Ainda há alguns lugares interessantes”.
 
Nas últimas semanas, Hamilton e Wolff sinalizaram que a renovação de contrato do piloto é questão de tempo. Bottas é parte da equipe desde 2017, quando chegou, com a bênção de Toto, para substituir Nico Rosberg, que se aposentou após conquistar o título. Russell, de 22 anos, fez sua temporada de estreia em 2019, mas a boa performance no geral acabou sendo ofuscada pelo desempenho opaco da Williams.

Paddockast #61
VETTEL: ACERTOS, ERROS E... AZAR NA FERRARI


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.