F1

Vettel vê Mercedes “rápida desde a largada” na China e diz que Ferrari tem “muito dever de casa”

Sebastian Vettel conseguiu um pódio na China, mas não tem tantos motivos assim para ficar feliz. O alemão reconhece que a Ferrari fracassou no objetivo principal, que era desafiar a Mercedes em busca da primeira vitória de 2019

Grande Prêmio / VITOR FAZIO, de Berlim
Sebastian Vettel largou neste domingo (14) na China como principal ameaça contra a dupla da Mercedes, mas não foi capaz de transformar previsões em realidade. O alemão não teve ritmo para acompanhar Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, que formaram dobradinha. Para Sebastian, já está claro: a equipe italiana tem “muito dever de casa” para começar a vencer na Fórmula 1 em 2019.
 
“Fico feliz por estar no pódio. Tentamos ficar perto deles [Mercedes], mas não conseguimos”, disse Vettel, logo após a corrida. “Eles estavam muito rápidos desde a largada. Tive uma disputa com o Max [Verstappen] que foi divertida. Mesmo assim, o objetivo era caçar a Mercedes, mas eles estavam muito rápidos. Teria amado ser um pouco mais rápido”, apontou.
Charles Leclerc cumpre ordem da Ferrari e deixa Sebastian Vettel passar (Foto: Reprodução)
Até mesmo o prêmio de consolação de Vettel – o primeiro pódio em 2019 – chegou a ser ameaçado. O alemão perdeu posição para Charles Leclerc na largada, retomando o terceiro posto através de ordens de equipe. A corrida do monegasco só andou para trás após o lance, com Charles terminando em quinto.
 
“Eu senti que poderia ser mais rápido [do que Leclerc], mas eu tive dificuldades para encontrar meu ritmo e comecei a travar [pneus]”, lamentou Vettel. “Perdi a vantagem que tinha. Acho que é justo dizer que, olhando a corrida como um todo, não fomos capazes de ficar juntos da Mercedes. É uma pena que ele [Leclerc] não tenha conseguido alcançar Max [Verstappen] no fim. Temos muito dever de casa. É um resultado bom, mas não ótimo”, encerrou.
 
Com os 15 pontos do terceiro lugar, Vettel chega a 37. O alemão ultrapassa Leclerc e vai ao quarto lugar no Mundial de Pilotos, ainda atrás de Verstappen.
 
A próxima etapa da F1 é o GP do Azerbaijão. A corrida em Baku está marcada para 28 de abril, dentro de duas semanas.


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo 

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.