F1

Vice-líder da GP2, Rossi assume vaga de Merhi na Manor no GP de Cingapura, afirma jornal

O piloto norte-americano, que foi terceiro piloto da Caterham, entre os anos de 2012 e 2014, e também da Marussia, no ano passado, vai substituir Roberto Merhi no fim de semana em Marina Bay. É o que assegura o jornal espanhol ‘Marca’

Warm Up / Redação GP, de Sumaré


Praticamente sem chances de tomar de Stoffel Vandoorne o título da GP2 na temporada 2015, Alexander Rossi deve fazer sua estreia na F1 antes do rival belga. O diário espanhol ‘Marca’ noticia, em sua edição eletrônica nesta quarta-feira (16), que o norte-americano de 23 anos vai correr o GP de Cingapura pela Manor em substituição a Roberto Merhi. Segundo a publicação, Merhi foi avisado pela equipe nesta manhã que não corre em Marina Bay. Por sua vez, Alexander chega à Manor com um aporte financeiro de valor não revelado, mas o necessário para ‘comprar’ sua vaga e disputar a prova deste fim de semana.

Caso confirmado, Rossi será o primeiro norte-americano no grid da F1 desde Scott Speed, que disputou sua última prova, como piloto da Toro Rosso, em 2007. Alexander ocupa atualmente a vice-liderança da GP2, mas praticamente não tem mais chances de título, que pode ser alcançado por Vandoorne na próxima etapa do campeonato, em Sochi, em outubro.
Rossi, que venceu uma das corridas da GP2 em Spa, substituirá Merhi em Cingapura, garante o 'Marca' (Foto: GP2)
A experiência de Rossi na F1 se resume a participações em testes e também em treinos livres durante as etapas oficiais do Mundial. Foram seis ao todo: uma em 2012, pela Caterham, outras duas em 2013, pela antiga escuderia anglo-malaia e mais duas em 2014, sendo uma pela Caterham e outra pela Marussia, na Bélgica.

Rossi chegou a estar inscrito para fazer sua estreia pela Marussia no GP da Rússia em substituição a Jules Bianchi, que sofrera gravíssimo acidente durante o GP do Japão, ocorrido uma semana antes. Contudo, a escuderia optou por alinhar apenas com o britânico Max Chilton.

Em contrapartida, Merhi, previamente escalado para integrar o rol de pilotos durante a entrevista coletiva oficial da FIA nesta quinta-feira, anunciou recentemente sua saída da World Series para se dedicar exclusivamente à F1 e à Manor. Inclusive, o espanhol disse ao diário local ‘El Confidencial’ que estava a analisar suas opções para permanecer no time britânico para 2016.