Webber critica novo formato de cerimônia do pódio na F1: “Deveria ser para os pilotos, ninguém mais”

Primeiro vencedor a comemorar sua vitória no novo pódio da F1, que estreou no GP da Inglaterra, Mark Webber mostrou não gostar do procedimento e criticou a presença de personalidades que não os melhores pilotos da corrida na festa: “Isso me deixa puto”

Mark Webber admitiu não ter gostado do novo pódio da F1, que estreou no GP da Inglaterra deste ano, prova que venceu. Quando perguntado a respeito da controvérsia da linguagem de baixo calão usada no pódio em Abu Dhabi, nesta quinta-feira (15), em Austin, o australiano aproveitou para revelar seu descontentamento com o procedimento adotado nas últimas provas, que inclui entrevistas diante do público presente ao autódromo. Ele acredita que o pódio deve ser um momento de celebração para os vencedores, nada mais.

“Eu não fiquei impressionado em Silverstone com as mil personalidades lá em cima”, começou Webber. “Acho que o pódio deveria ser para os pilotos, ninguém mais. Um momento de celebração pelo o que eles conquistaram, sem ter ninguém na frente e ocupando seus cinco minutos. Isso me deixa puto”, disparou o quarto colocado no Mundial de 2012, que costuma dar um ‘salto de canguru’ para comemorar seus triunfos.

Tradicional, Webber não gostou das novidades introduzidas no pódio da F1 em 2012 (Foto: Red Bull/Getty Images)

As 'novas' bandeiras também foram criticadas por Webber: “Parecem lixo”. O pano foi trocado por uma representação digital em uma tela acima dos três melhores do GP. Para ele, é preciso ter “bandeiras de verdade tremulando ao vento”.

Com relação às entrevistas, Webber se mostrou dividido: “Gosto e não gosto”. Normalmente, ex-pilotos são convidados para fazê-lo, mas o tenor Placido Domingo já subiu ao pódio para colher os depoimentos dos pilotos – no GP da Inglaterra, vencido pelo australiano, o entrevistador foi o tricampeão mundial Jackie Stewart. Webber defendeu que não é sempre que dá para evitar o uso de uma linguagem inadequada.

“Você está cehio de adrenalina, empolgado, acabou de ter uma corrida incrível, então, às vezes, não usa os termos corretos. Mas agora precisamos nos preocupar com isso, mais uma coisa em que temos que pensar no fim de semana”, disse. Há duas semanas, a FIA divulgou um comunicado pedindo para os pilotos evitarem palavrões nas entrevistas, como Sebastian Vettel deixou escapar na última corrida. O alemão foi o terceiro colocado no GP de Abu Dhabi, depois de largar dos boxes.

Webber precisou obedecer ao novo procedimento da cerimônia de premiação da F1 apenas três vezes. No já mencionado GP da Inglaterra e nas provas da Coreia (que terminou na segunda posição) e da Índia (na qual foi terceiro).

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube