Webber põe Red Bull no páreo em Melbourne, visa 1° pódio em casa e diz: "Champanhe terá gosto melhor"

Mark Webber se mostrou confiante para etapa de abertura da F1, falou que a Red Bull está no páreo na briga pela vitória e disse que pódio em Melbourne terá “um gosto muito melhor”

Restando pouco menos de uma semana para a abertura da temporada 2013 da F1, Mark Webber se mostrou confiante em obter um bom resultado diante de sua torcida, na pista do Albert Park, em Melbourne. O australiano afirmou ainda que a Red Bull possui totais condições de entrar na briga pela vitória e disse que espera contrariar seu retrospecto e conseguir finalmente seu primeiro pódio em casa neste ano. Em 2012, o piloto terminou a corrida em quarto.

Falando ao jornal 'WA Today', Webber contou ainda que ficou muito satisfeito o com desempenho da pré-temporada, embora ressalte que o companheiro de equipe e tricampeão, Sebastian Vettel, será um oponente forte mais uma vez neste ano. "Seb é, obviamente, um forte candidato à vitória na Austrália. E nós sabemos disso. É obvio o quão rápido ele é. Mas não há nenhuma razão para que eu não obtenha um bom resultado aqui, especialmente depois do que vimos nos testes", falou.

Mark Webber visa primeiro pódio em casa na Austrália (Foto: Red Bull/Getty Images)

“Então, sim, estamos no páreo. Estou ansioso para entrar no carro, porque testar é bom, mas o que todos queremos é correr", completou Mark, dizendo que lhe falta ainda um pódio em Melbourne. "Eu estive no pódio na maioria das pistas de todo o mundo e ganhei em alguns circuitos, mas gostaria muito de acrescentar Melbourne ao currículo. E eu gosto muito de pilotar aqui, o ambiente é fantástico", disse.

"Em geral, o povo australiano adora a corrida e se sente orgulhoso de receber um evento como esse. E é claro que estou ansioso também. O champanhe terá um gosto muito melhor se conseguir um pódio em Melbourne", ressaltou.

Mais uma vez, Webber deixou claro que não pensa em aposentadoria após o fim desta temporada, quando também seu contrato com a Red Bull acaba. "Não, não penso nisso", disse o piloto de 36 anos. "Enquanto eu estiver obtendo bons resultados e gostar do trabalho, vou continuar. Por isso, nascer em 76 ou 86 não tem a menor relevância", completou Webber.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube