Webber revela que pensou "muitas coisas" no fim do GP da Malásia e vai reavaliar carreira na Red Bull

Australiano afirmou que pretende usar o tempo livre até o GP da China para pensar sobre seu futuro na equipe. Chefe de equipe, Christian Horner tratou de esfriar uma possível saída de Webber e colocou o “calor do momento” como motivo das fortes declarações

Opinião GP: desonesto com Webber, Vettel põe caráter em xeque 

A polêmica envolvendo a ultrapassagem de Sebastian Vettel em Mark Webber no GP da Malásia, disputado no último domingo (24), parece que vai ganhar novos capítulos ao longo das próximas semanas. Ainda indignado por não ter visto o companheiro obedecer uma ordem direta da Red Bull, o australiano admitiu que pretende usar intervalo até a etapa da China para repensar algumas coisas sobre seu momento na equipe.

“Vamos dizer que muitas coisas passaram na minha cabeça durante as últimas 15 voltas. Isso aconteceu por muitas razões diferentes, não só por causa da corrida, mas também pelo passado. Vamos ver o que acontece. Tenho três semanas antes da próxima corrida”, afirmou Webber.

Mark Webber admite que pretende repensar carreira na Red Bull (Foto: Getty Images)

De malas prontas para voltar à Austrália, Webber afirmou que espera uma ligação dos diretores da Red Bull para acertar algumas coisas. “Precisamos trabalhar para ver como a equipe pode melhorar a partir daqui. Isso vai ser discutido esta semana. Estarei na Austrália, na minha prancha de surfe, e o telefone não estará ocupado. Vamos ver o que acontece”, falou o piloto.

As informações do GP da Malásia em tempo real
A classificação do Mundial de Pilotos
A classificação do Mundial de Construtores
As imagens deste domingo na Malásia

As declarações seguem a linha adotada por ele logo após o final da corrida. Ainda no pódio, Webber reclamou bastante da postura de Vettel, sequer olhou na cara do companheiro e disse que o alemão sempre foi protegido pela equipe. O atual tricampeão chegou a pedir desculpas pelo ocorrido, mas não parece que adiantou.

Chefe de equipe, Christian Horner tratou de minimizar as declarações do experiente piloto e colocou o calor do momento como fator para esfriar a polêmica. “No calor dos acontecimentos, sempre vai existir a emoção. Ambos deram informações construtivas sobre o carro, focando onde precisamos melhorar para a próxima corrida”, disse o dirigente à rede de TV britânica Sky Sports.

“Claro que terei tempo para me acalmar. Já foi feito e não podemos mudar isso. A posição da equipe era clara. A equipe não quer manipular qualquer situação, então, sobre ele pensar sobre seu futuro ou qualquer coisa do tipo, é apenas pura emoção”, finalizou.

A cobertura do GP da Malásia no GRANDE PRÊMIO
Siga o Grande Prêmio no Twitter
VÍDEO: Webber mostra dedo médio para Vettel após corrida

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube