Webber troca de câmbio de novo e perde cinco posições no grid de largada do GP da Bélgica

Vice-líder do Mundial, Mark Webber é punido por trocar o câmbio pela segunda vez em três corridas, o que, inevitavelmente, acaba por afetar suas chances na briga pelo título

Independentemente de onde se classificar na tomada de tempos deste sábado (1), em Spa-Francorchamps, na Bélgica, Mark Webber largará cinco posições atrás na 12ª etapa do Mundial de F1. Isso por conta de uma troca de câmbio efetuada pela Red Bull no carro de número 2, troca esta não permitida pelo regulamento.

Mark Webber foi o quinto mais rápido da molhada quinta-feira em Spa (Foto: Red Bull/Getty Images)

O câmbio que equipou o carro de Webber nos treinos livres desta sexta-feira foi usado em apenas duas corridas, na Alemanha e na Hungria – de acordo com as regras, deve durar cinco. O australiano já recebera uma punição na prova de Hockenheim, que prejudicou seu resultado e permitiu que Fernando Alonso, vencedor daquela prova, disparasse na liderança do campeonato.

Apesar de o circuito de Spa-Francorchamps permitir ultrapassagens, a tarefa de Webber já começa a ficar mais complicada – e a sorte de Alonso, a aparecer. Webber é o vice-líder do campeonato, com 40 pontos a menos que o espanhol da Ferrari, que sairá da Bélgica ainda na liderança.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube