Wehrlein lamenta batida em Button na Bélgica, mas afirma que toque era inevitável: “Fui realmente azarado”

Pascal Wehrlein ensaiou uma reclamação ao bater em Jenson Button logo na largada do GP da Bélgica da F1, mas de cabeça fria sabe que o veterano piloto da McLaren não foi o culpado. Segundo o novato, porém, não havia maneira de evitar o acidente que tirou os dois da etapa

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Tanto para a Manor quanto para a McLaren o GP da Bélgica tinha ares de expectativa. O bom rendimento das equipes, cada uma dentro de suas realidades, dava um incentivo importante na prova em Spa-Francorchamps. Mas a motivação de Jenson Button e Pascal Wehrlein acabou com segundos de prova, quando o alemão encheu a frente da Manor na traseira do campeão mundial de 2009. Segundo Pascal, não tinha como evitar.

 

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});
(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);
O novato da Manor largou em 15º e se viu preso atrás de uma disputa de posição entre Button, que largara em nono, e Jolyon Palmer, 13º. Tentou fugir ultrapassando ambos, mas se viu num beco sem saída quando a movimentação dos dois mudou de volta para sua direção.

 
"Eu fui realmente azarado. Na Les Combes os dois pilotos à minha frente [Button e Jolyon Palmer] estavam lutando por posição, freando tarde, passando a linha, então eu tentei passar por fora. Só que os dois voltaram e, quando eu vi isso, quis frear e voltar para o lado de fora, mas não deu para evitar a batida", disse.
A batida de Wehrlein em Button (Foto: Reprodução/Twitter)
"Estou realmente insatisfeito com o que aconteceu na primeira curva de uma corrida em que eu larguei do meio do pelotão. Desta parte eu não posso reclamar, e espero largar do mesmo lugar na semana que vem, em Monza", seguiu.
 
Button compartilha do lamento. Especialmente vendo como seu companheiro de equipe, Fernando Alonso, andou forte – saindo de 22º para ser o sétimo colocado. A intenção era sair da Bélgica com uma sacola cheia de pontos.
 
"Nós parecíamos bem na luta pelos pontos hoje, por isso é decepcionante não ter marcado nenhum, mas acontece. Tive uma largada muito boa, mas perdi uma série de posições na La Source e escapei para fora. Voltei à pista, mas Pascal [Wehrlein] me tocou na curva 5, danificando a parte traseira do meu carro", lembrou.
 
Os dois voltam à atividade já neste final de semana com o GP da Itália.
 
PADDOCK GP #43 DEBATE INDY E MOTOGP E FAZ PRÉVIA DA F1

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube