Whitmarsh afirma que Pérez está mostrando inteligência e elogia dupla de pilotos da McLaren

Chefe de equipe da McLaren, Martin Whitmarsh disse que está satisfeito com a performance de Sergio Pérez e Jenson Button mesmo com as dificuldades que o MP4-28 vem apresentando neste começo de temporada

O início de temporada 2013 foi dos mais conturbados para a McLaren. Primeiro, por conta da saída de Lewis Hamilton, que decidiu deixar Woking para se unir à Mercedes. Para seu lugar, chegou o jovem e ainda pouco experiente Sergio Pérez. Por outro lado, o MP4-28 não se mostrou um carro muito confiável e não entregou bons resultados. Os números falam por si: em cinco corridas, a escuderia britânica somou apenas 29 pontos, menos até que a Force India, ocupando a modesta sexta colocação do Mundial de Construtores.

Mesmo diante de um cenário desolador para uma equipe tantas vezes campeã do mundo, Martin Whitmarsh, chefe da McLaren, procura ver as coisas por um prisma mais positivo. Em entrevista concedida antes do GP de Mônaco, próxima etapa da temporada, o dirigente britânico se mostrou bastante satisfeito com sua nova dupla, formada por Pérez e Jenson Button, e disse que só falta mesmo um carro mais competitivo para que ambos possam colocar a McLaren no lugar que o time está acostumado, nas posições de topo da F1.

Pérez foi muito elogiado por Martin Whitmarsh, chefe de equipe da McLaren (Foto: Getty Images)

Whitmarsh destacou o crescimento de Pérez como piloto da McLaren e revelou ter pedido ao jovem de Guadalajara que lute para superar seu companheiro de equipe, o experiente Button, de 33 anos, dez a mais que Sergio. “Checo está mostrando a inteligência que vimos nele antes [de contratá-lo]”, afirmou o comandante de Woking.

“Chegar numa equipe com todas essas pressões e sem experiência… ele será uma estrela do futuro, tem de superar seu companheiro de equipe. E agora ele está focado nisso”, comentou Martin, satisfeito com o material humano que tem disponível para levar a McLaren de volta à sua doce rotina de vitórias na F1. “Estamos muito felizes com nossa dupla de pilotos. Se lhe dermos um carro melhor, como é nosso objetivo, estou certo de que teremos melhores resultados”.

A McLaren tem um retrospecto pra lá de vitorioso nas ruas de Monte Carlo. Em toda a história do GP de Mônaco, a escuderia britânica foi quem mais venceu, com 15 conquistas, sendo que cinco foram obtidas pelo mesmo piloto: Ayrton Senna. Entretanto, o último triunfo da McLaren não é tão recente assim. A última vitória da equipe de Woking aconteceu em 2008, com Lewis Hamilton, campeão mundial naquela temporada.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube