Williams abandona gestão familiar e se torna “empresa de engenharia bem estruturada”

Jost Capito, chefe da Williams, afirmou que equipe não aceita mais ficar em último e explicou mudanças feitas na estrutura organizacional do time que acabaram com o modelo familiar

WILLIAMS APRESENTA FW44, CARRO PARA A TEMPORADA 2022 DA F1 | React

A Williams foi vendida para o Dorilton Capital no meio de 2020, em um momento de declínio e dificuldades financeiras na Fórmula 1. Os novos donos reformularam a equipe, que hoje não tem mais a estrutura familiar implementada por Sir Frank e Claire Williams.

Jost Capito, com anos de experiência na Volkswagen, se tornou o chefe da equipe. Com ele, vieram outros ex-colegas da gigante alemã, que estão ajudando a Williams a se tornar uma “empresa de engenharia bem estruturada”, como define o dirigente.

“Primeiramente, você tem de ter muito respeito ao chegar na Williams”, afirmou Capito ao site britânico Autosport. “É um time com uma herança gigantesca e de muito sucesso no passado. Nós não fizemos muitas mudanças de pessoas, nós fizemos mudanças cruciais. E acho que o que ajudou muito foi melhorar o espírito e devolver o orgulho para a equipe”, completou.

“Nós também desenvolvemos processos, desenvolvemos estruturas diferentes. Nós melhoramos a comunicação dentro da empresa. Desenvolvemos nossos valores para a companhia e os comportamentos que queremos ter. Acho que saímos de uma empresa familiar e nos tornamos uma empresa de engenharia bem estruturada”, disse o alemão.

 ▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Latifi guiou a Williams no molhado em Silverstone (Foto: Williams)

A Williams terminou na última colocação do mundial de construtores por três anos consecutivos, entre 2018 a 2020. No ano em que Jost chegou ao time, a equipe sequer conquistou ponto. Em 2021, uma reação considerável, superando Haas e Alfa Romeo, fechando em oitavo.

“Nós não aceitamos mais sermos os últimos, queremos escalar o grid, e nós trabalhamos duro para isso, e precisamos do espírito e precisamos desfrutar dessa jornada”, ressaltou Capito.

“Para colocar o time de volta aonde queremos, partindo de onde estávamos em 2020, é um caminho longo”. Não é algo que você pode consertar e refazer em um ano, então há muito a se fazer ainda”, concluiu Jost.

Depois de um teste inicial em Silverstone, os carros da Williams voltam para a pista durante a pré-temporada da Fórmula 1, que acontece entre os dias 23 e 25 de fevereiro, em Barcelona, na Espanha. A primeira prova está marcada para o dia 20 de março, no Bahrein.

F1 2022: FIA ADIA DECISÃO SOBRE MASI E MEXE NAS SPRINT RACES | Paddock GP #274
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar