Williams antecipa chegada e anuncia Redding como novo diretor-esportivo a partir de 17 de julho

Dave Redding vai assumir a função na Williams em meados de julho. Ex-diretor-esportivo da McLaren, o britânico vai substituir Steve Nielsen, que deixa a equipe no fim do mês. A Williams antecipou um planejamento que tinha traçado, que era o de fazer uma transição de alguns meses, e vai efetivar Redding na função nos próximos dias e não mais no fim do ano, como estava previsto

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Williams confirmou nesta sexta-feira (30) uma mudança importante no seu corpo diretivo na sequência da temporada 2017. Steve Nielsen, que desde 2014 ocupa o posto de diretor-esportivo da equipe de Woking, já havia anunciado no início do ano que deixaria o posto, muito em razão das longas e constantes viagens que sua função exige. Para seu lugar, a Williams contratou Dave Redding, dono de mais de três décadas de experiência na F1 em equipes como Jaguar, Benetton, Stewart e McLaren, onde estava desde 2009. A mudança definitiva, que só aconteceria no fim do ano, foi antecipada e vai ser efetivada já em julho, com Redding assumindo definitivamente a função no próximo dia 17, logo após a disputa do GP da Inglaterra.

 
Nielsen, considerado por Claire Williams, chefe-adjunta da equipe de Grove, como um dos pilares do momento de reconstrução do time, deixa de vez a função no último dia do mês. Antes, porém, Redding já começa a trabalhar e vai ter ao lado do seu antecessor um breve período de transição na escuderia.
Dave Redding vai assumir como diretor-esportivo da Williams no próximo dia 17 de julho (Foto: Williams F1/Divulgação)
“Depois de estar envolvido no automobilismo por 30 anos, sei que a Williams é uma grande equipe de corridas e me emociona muito poder me unir ao time. Conheço e respeito muitos dos membros da sua equipe e estou ansioso para trabalhar em Grove e para ser uma parte-chave desse futuro empolgante da equipe”, afirmou Redding, que recebeu as boas-vindas de Paddy Lowe, diretor-técnico do time. O engenheiro também agradeceu ao diretor-esportivo que deixa a Williams no fim de julho.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Primeiro, devo agradecer a Steve Nielsen pelo seu trabalho e dedicação desde que chegou à Williams, em 2014. Ele fez um trabalho brilhante para reestruturar a equipe de corridas e, sobretudo, isso se fez notar em nosso rendimento impressionante nos pit-stops nos últimos 18 meses. De um ponto de vista pessoal, foi um grande prazer trabalhar juntos desde que cheguei, em março. Todos lhe desejamos o melhor para o futuro”, comentou o dirigente.

 
“E também estou muito feliz por dar as boas-vindas a Dave Redding à equipe. Ele traz um nível excepcional de conhecimento da F1 e também experiência. Desde que cheguei, vi logo de cara todos os talentos que a equipe dispõe e tenho certeza de que ele vai encaixar bem e vai poder proporcionar uma liderança operacional e desportiva necessária para não só manter o nível atual, mas também ir além em termos de performance no futuro”, complementou Paddy Lowe.
POLÊMICA MOSTRA QUE VETTEL PISOU NA BOLA E HAMILTON FOI MALANDRO EM BAKU

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube