Williams anuncia saída de Roberts do cargo de chefe da equipe. Capito assume função

Simon Roberts ficou apenas nove meses como chefe de equipe da Williams. A equipe segue com a reestruturação implementada pelo Dorilton Capital e, a partir de agora, vai ter Jost Capito acumulando funções de CEO e comandante de pista

Acidente do líder, erro do campeão e vitória de Pérez: os melhores momentos do GP do Azerbaijão (GRANDE PRÊMIO com Reuters)

A Williams anunciou nesta quarta-feira (9) que Simon Roberts não é mais o chefe da equipe na Fórmula 1, nove meses após sua entrada no cargo. A partir de agora, o CEO Josh Capito vai acumular funções e trabalhar na chefia do time de Grove.

Depois de ter se juntado ao time em junho do ano passado, na função de diretor de operações, Roberts foi alçado ao posto de comandante de forma interina em setembro e depois, em dezembro, de forma efetiva. Sua nomeação como chefe da equipe foi parte da reformulação comandada pela Dorilton Capital, que adquiriu a Williams em 2020.

“Foi um prazer assumir esse papel de chefe de equipe após a saída da família Williams do esporte. Entretanto, com a transição indo bem, estou ansioso por um novo desafio e desejo um grande futuro a todos no futuro”, afirmou Roberts.

JOST CAPITO; WILLIAMS; FÓRMULA 1; F1 2021;
Jost Capito assumiu em 2021 como novo CEO da Williams. Agora também será chefe de equipe (Foto: Williams)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Capito, que é o diretor-executivo da Wiliams, é quem vai substituir Roberts internamente, enquanto o diretor-técnico François-Xavier Demaison vai ser responsável pela parte de pista e engenharia. De acordo com o comunicado emitido pela Williams, a reestruturação vai “agilizar operações de parte dos objetivos da Williams para retornar ao topo do grid”.

“Simon desempenhou um papel importante em comandar a transição nos últimos meses e eu gostaria de agradecê-lo por sua grande contribuição neste tempo”, afirmou Capito.

Com 62 anos, Jost Capito já tem larga passagem pela Fórmula 1. Primeiro, começando em 1998, fez parte do comitê executivo da Sauber quando tinha a parceria com a Red Bull, e na sequência da experiência se tornou diretor de automobilismo da Ford, a marca a qual se juntou em 2001 e ficou pelos próximos 11 anos.

Durante seu período na fábrica, também se envolveu com a equipe Jordan por conta da parceria de ambas as partes. Ainda, chegou a cumprir a função de diretor-executivo da McLaren entre 2016 e 2017, tendo sido chamado por Ron Dennis para substituir Jonathan Neale – chegou a ficar menos de seis meses no papel. O dirigente também teve grande papel na fase de sucesso da Volkswagen no Rali, levando a fábrica a ser tricampeã no Mundial.

Os primeiros passos de Capito no esporte a motor aconteceram ainda nos anos 1970, quando piloto motos e depois fez parte da equipe de caminhões que venceu o Dakar em 1985 sendo co-piloto do pai Karl-Friedrich. No mesmo ano, começou a trabalhar na área de desenvolvimento de desempenho dos motores BMW antes de entra na Porsche em 1989. Entre 1993 e 1996 atuou na divisão de esportes a motor da fábrica alemã.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar