Williams confia em atualizações para mudar sina em pistas lentas e acompanhar Ferrari em Cingapura

A Williams andou bem mal nos GPs de Mônaco e da Hungria, ficando fora dos pontos em ambas as oportunidades. No terceiro circuito de baixa velocidade da temporada, o time acredita que pode mudar sua sina

Cingapura é uma corrida em que a Williams pode esperar dificuldades diante das características do circuito, certo? Errado, segundo Rob Smedley. As atualizações preparadas pelo time para a prova disputada nas ruas de Marina Bay devem permitir que Felipe Massa e Valtteri Bottas ao menos acompanhem o ritmo dos pilotos da Ferrari na 13ª etapa do campeonato.

A preocupação com relação ao desempenho do time se dá pelo retrospecto em pistas semelhantes neste ano.

Na Hungria e em Mônaco, os dois traçados mais lentos encarados até aqui em 2015, o time sequer foi capaz de pontuar. Cingapura é a terceira e última pista de baixa velocidade do ano.

A Williams vem de pódio no GP da Itália, mas confia nas atualizações para seguir no top-3 (Foto: AP)

"Eu acho que a Ferrari mostrou um ótimo ritmo na Itália. Fizeram um trabalho muito, muito bom. Trouxeram uma nova unidade de força que deu resultado na classificação e na corrida. O que precisamos fazer agora é reagir. Temos algumas atualizações bem boas chegando agora em Cingapura", avaliou Smedley, engenheiro-chefe do time de Grove.

Em Monza, a Ferrari pôs Kimi Räikkönen em segundo no grid e Sebastian Vettel em terceiro. Na corrida, o alemão foi segundo, confortavelmente à frente de Felipe Massa, que completou o pódio após o abandono de Nico Rosberg nas voltas finais do GP.

"Apenas precisamos reagir, continuar trazendo o que pudermos em todas as áreas, não podemos ficar parados. Estou esperando que, com as mudanças que vamos fazer, vamos voltar a estar no mesmo nível deles em Cingapura", disse Smedley.

No entanto, ele não deu pistas sobre quais serão as novidades. "A F1 é estranha. Às vezes você olha e diz que tem uma nova asa dianteira, nova asa traseira, carenagem, assoalho, e tudo pode ter o mesmo efeito de uma troca de asa dianteira que você faz depois de três corridas. Não é a quantidade, é quanto tempo de volta eles proporcionam", concluiu.

No ano passado, o desempenho da Williams em Cingapura exigiu que Massa guiasse "feito uma vovó" para, com uma estratégia diferente, garantir o quinto lugar. Os treinos livres em Cingapura têm início na sexta-feira.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube