Williams elogia “novo” Stroll e diz que Sirotkin “não age como novato”. E garante igualdade: “Não há piloto número 1”

Chefe-adjunta da equipe que leva seu sobrenome, Claire Williams voltou a defender a escolha de Sergey Sirotkin para substituir Felipe Massa e formar dupla com o jovem Lance Stroll. E elogiou o trabalho dos dois durante a pré-temporada, assegurando ainda que a esquadra inglesa não vai adotar qualquer postura de piloto número 1 e piloto número 2

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Williams voltou a defender a escolha de sua dupla de pilotos para temporada 2018. A equipe inglesa vai seguir com Lance Stroll, que estreou no ano passado e chegou à F1 contando com um pomposo apoio financeiro do pai bilionário, e decidiu fechar acordo com Sergey Sirotkin para substituir Felipe Massa. A opção gerou críticas, uma vez que a esquadra tinha em mãos a chance de promover a volta de Robert Kubica ao grid. O aporte financeiro do novato russo pesou também. Ainda assim, o time chefiado por Claire Williams acredita que tomou o caminho mais correto e que os dois competidores vão calar as vozes contrárias.

 
Durante a pré-temporada em Barcelona, a dirigente analisou o comportamento de ambos e se disse satisfeita com a maneira como os dois se portam. Para a filha de Frank Williams, Stroll deu um enorme passo em termos de desenvolvimento e está pronto para desafio de liderar a equipe, uma vez que agora é o piloto com mais experiência. “Eu sei que houve muita crítica com relação a nossa escolha, mas Lance fez um trabalho muito bom durante os testes e fez tudo para se preparar bem para essa temporada. Mas, mesmo apresentado maior experiência, continuamos trabalhando em equipe e não há um piloto número 1 ou número 2 aqui ”, afirmou a chefe ao ser questionada pelo GRANDE PRÊMIO.
 
Williams ainda deixa claro que o ano de experiência na F1 serviu também para mudar a abordagem do jovem canadense. “Ele, definitivamente, é um personagem diferente, mudou muito do ano passado para esse. E, apesar de sua pouca idade, é incrivelmente confiante. Ele sabe o que quer e não tenho medo de conversar com os engenheiros sobre suas dúvidas.”
Lance Stroll e Sergey Sirotkin terão igualdade de condições na Williams (Foto: Williams)
“Claramente, ainda há o que ser feito, como todo mundo têm. Só que posso dizer que ele é um piloto que sabe o que está fazendo”, completou.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Claire também dirigiu palavras de elogio ao novo contratado. E se mostrou impressionado como a forma madura como o novato encara a estreia na maior das categorias. “Sergey fez um trabalho fantástico até aqui e estamos contentes. Ele está há pouco tempo na equipe, mas já passou muito tempo conosco na fábrica, praticamente janeiro inteiro. E isso foi ótimo, pois não vejo muitos titulares fazerem isso”, contou.
 
Para a dirigente, Sirotkin não age como novato. “Ele se manteve concentrado e trabalhando duro durante os testes. Fez tudo que lhe pedimos e deu um excelente feedback, que era o que queríamos dele. Da minha perspectiva, ele pode até parecer um novato, mas certamente não age como um. Ele age como um veterano, é maduro, então é uma excelente adição à equipe e estou muito satisfeita”, acrescentou Williams.
 
“Da minha perspectiva, ele pode até parecer um novato, mas certamente não age como um. Ele age como um veterano, é maduro, então é uma excelente adição à equipe e estou muito satisfeita.”
 
A F1 abre a temporada neste fim de semana com o GP da Austrália, em Melbourne. E o GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube