F2
07/07/2018 12:42

Albon aproveita problemas de Russell e vence corrida 1 em Silverstone. Motor de Sette Câmara estoura

Alexander Albon estava em segundo quanto George Russell teve uma passagem desastrosa pelos boxes – além de ter uma parada lenta, o britânico excedeu o limite de velocidade. Sérgio Sette Câmara lutava pelo pódio, mas abandonou
Warm Up / VITOR FAZIO, de Porto Alegre
 Alexander Albon (Foto: FIA F2)

Foi uma corrida tão boa quanto tranquila para Alexander Albon. Na corrida 1 da F2 em Silverstone, neste sábado (7), o tailandês teve um caminho simples para visitar o alto do pódio: largando em segundo, o piloto viu o líder George Russell ter um pit-stop lento, que permitiu a troca de posições e, consequente, a vitória.
 
Além do pit-stop lento, Russell também excedeu o limite de velocidade nos boxes e levou o acréscimo de 5s ao tempo total de prova. Não foi suficiente para tirar o britânico do segundo lugar, mas enterrou qualquer chance de dar o troco em Albon.
 
O pódio ainda contou com Antonio Fuoco. O italiano ficou distante da briga pela vitória, mas fez uso de um bom trabalho defensivo para escapar dos ataques de pilotos que vinham atrás. Louis Delétraz e Luca Ghiotto completaram o top-5, pouco atrás de Fuoco.
Alexander Albon venceu em Silverstone (Foto: FIA F2)

A zona de pontos ainda contou com Artem Markelov, Maximilian Günther, Nyck de Vries, Ralph Boschung e Lando Norris. Norris, aliás, teve um dia difícil: vice-líder do campeonato, o britânico teve um pit-stop desastroso e terminou em décimo, resultado ruim para a briga pelo título.

O dia, aliás, foi ruim para a Carlin como um todo: Sérgio Sette Câmara abandonou. O brasileiro chegou a brigar pelo terceiro lugar com Fuoco, mas viu o motor estourar com apenas cinco voltas para o fim, forçando o abandono imediato.

O resultado mantém Russell na liderança, agora com 156 pontos. Norris, 123, e Albon, 114, são os adversários mais próximos.
 
Saiba como foi a corrida 1 de Silverstone da F2
 
A primeira corrida da F2 em Silverstone teve, como previsto, largada lançada. O safety-car recolheu e permitiu que George Russell começasse a liderar a disputa, com Alexander Albon, Antonio Fuoco, Louis Delétraz e Sérgio Sette Câmara fechando o top-5.
 
A primeiras voltas eram de Russell tentando abrir vantagem sobre Albon e Fuoco. O italiano, por sua vez, sofria pressão do companheiro Delétraz na briga pela última posição de pódio.
 
A primeira grande briga da prova foi pelo sétimo lugar. Arjun Maini foi para cima de Artem Markelov, que sofria para encontrar o melhor rendimento. O indiano tirou proveito e encaixou uma bela ultrapassagem por fora. E depois veio outra: Maini colou em Lando Norris, que cometeu um pequeno erro e ficou vulnerável na briga pelo sexto posto.
 
O ciclo de pits começou na volta 6, e causou uma grande mudança na corrida. Russell, que abria com facilidade na liderança, teve uma parada lenta e viu Albon passar, virando o líder virtual. Mais uma volta e outro britânico se complicou: Norris deixou o carro morrer, perdeu muito tempo e voltou à pista em último.
Sérgio Sette Câmara abandonou (Foto: FIA F2)

Enquanto três carros retardavam a parada, Albon ocupava o quarto lugar e esperava para ser líder de fato. Russell, Fuoco, Delétraz e Sette Câmara vinham atrás, na mesma estratégia.
 
A casa de Russell caiu ainda mais na sequência. Uma investigação dos comissários concluiu que o britânico excedeu o limite de velocidade nos boxes, o que resultou em um acréscimo de 5s ao tempo total de prova. Mesmo assim, os 6s de vantagem sobre Fuoco, terceiro, serviam como consolação.
 
As voltas passavam e Sette Câmara ficava ameaçado. O brasileiro viu Luca Ghiotto ensaiar uma ultrapassagem, quase tocando roda, mas se manteve.
 
A volta 15 trouxe o primeiro abandono do dia. Nirei Fukuzuki, que vinha fora da zona de pontos, teve problemas mecânicos e estacionou na beira da pista. A situação forçou um breve safety-car virtual que foi ótimo para Sette Câmara. O brasileiro colou em Fuoco e começou a brigar por terreno.
George Russell ficou em segundo depois de liderar as primeiras voltas (Foto: FIA F2)

A briga rendeu frutos na volta 18, quando Sette Câmara passou Delétraz, assumindo a sexta posição – quarta virtual, já que Makino e Boschung seguiam sem parar.
 
Enquanto isso, Sette Câmara trabalhava para alcançar o que passaria a ser um pódio, brigando com Fuoco. Mas o brasileiro não contava com um safety-car virtual, consequência de uma rodada de Sean Gelael, que permitiu que o italiano voltasse a abrir vantagem.
 
Mas tudo isso acabou sendo em vão. Com cinco voltas para o fim, o motor de Sette Câmara começou a soltar fumaça. Logo depois, um princípio de incêndio forçou o abandono e o fim do dia para o brasileiro.

F2 2018, Silverstone, corrida 1, final:

1 ALEXANDER ALBON TAI DAMS   29 voltas
2 GEORGE RUSSELL ING ART +9.7  
3 ANTONIO FUOCO ITA CHAROUZ +18.5  
4 LOUIS DELÉTRAZ SUI CHAROUZ +26.6  
5 LUCA GHIOTTO ITA CAMPOS +27.0  
6 ARTEM MARKELOV RUS RUSSIAN TIME +27.1  
7 MAXIMILIAN GÜNTHER ALE ARDEN +34.0  
8 NYCK DE VRIES HOL PREMA +28.0  
9 RALPH BOSCHUNG SUI MP +37.2  
10 LANDO NORRIS ING CARLIN +39.6  
11 ROBERTO MERHI ESP MP +39.9  
12 TADASUKE MAKINO JAP RUSSIAN TIME +40.1  
13 JACK AITKEN ING ART +42.9  
14 ARJUN MAINI IND TRIDENT +54.8  
15 ROY NISSANY ISR CAMPOS +58.0  
16 SANTINO FERRUCCI EUA TRIDENT +59.3  
17 NICHOLAS LATIFI CAN DAMS +59.7  
18 SÉRGIO SETTE CÂMARA BRA CARLIN +6 voltas NC
19 NIREI FUKUZUMI JAP ARDEN +9 voltas NC
20 SEAN GELAEL INA PREMA +16 voltas NC