Após fazer história na F2, Pourchaire mantém cautela e se vê “muito longe da Fórmula 1”

Théo Pourchaire tornou-se, no último fim de semana, o mais jovem piloto a marcar uma pole e a vencer na Fórmula 2. Com apenas 17 anos, o francês, que é vinculado à academia da Sauber — por sua vez, associada à Alfa Romeo —, não acredita em uma promoção tão já para a F1

Verstappen assume liderança da F1 após vitória: assista aos melhores momentos do GP de Mônaco (GRANDE PRÊMIO com Reuters)

O fim de semana da rodada tripla de Mônaco foi histórico para a Fórmula 2 e para Théo Pourchaire. Com apenas 17 anos, o francês tornou-se o mais jovem piloto a conquistar uma pole-position e a vencer na principal categoria de acesso à Fórmula 1, superando o recorde que pertencia antes a Lando Norris. No entanto, mesmo com toda a juventude, o piloto da ART Grand Prix se manteve cauteloso mesmo após o feito e entende que o próximo passo, chegar à F1, ainda vai levar um bom tempo.

Pourchaire, campeão da Fórmula 4 Alemã em 2019, disputou aquela competição contra pilotos como o brasileiro Gianluca Petecof, também na Fórmula 2; Dennis Hauger e Arthur Leclerc, na Fórmula 3, e Grégoire Saucy e Paul Aron, que disputam a Fórmula Regional Europeia by Alpine em 2021.

THÉO POURCHAIRE; FÓRMULA 2; ART GRAND PRIX; MÔNACO; VITÓRIA;
Théo Pourchaire entende que ainda é cedo para pensar na F1 (Foto: Formula Motorsport Ltd./ART Grand Prix)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Théo é vinculado à academia da Sauber que, por sua vez, é associada à Alfa Romeo na Fórmula 1. Mas ainda que esteja ligado a uma empresa com presença na Fórmula 1, Pourchaire prefere escalar os degraus um de cada vez.

“Para ser sincero, tento manter o foco na Fórmula 2 porque estou muito longe da Fórmula 1”, admitiu o adolescente em entrevista ao site Motorsport Week.

“Tenho a ajuda da Sauber, o que é incrível, e sei que eles estão me observando, seja quando não estou fazendo bons resultados, seja quando tenho bons resultados. Tenho o apoio deles, e o meu trabalho é me concentrar apenas na Fórmula 2 e fazer um trabalho muito bom. Vou tentar ser um candidato ao título, não sei, talvez seja muito cedo, mas tento mante ro foco na Fórmula 2”, disse.

Questionado sobre o feito, Théo reconheceu que vencer em uma categoria tão forte e ainda bastante novo é algo muito grande. Mesmo assim, o francês manteve o discurso humilde.

“Significa muito porque não é fácil vencer aos 17 anos na Fórmula 2, é um campeonato muito competitivo e preciso me aperfeiçoar e trabalhar muito para alcançar os outros. Não foi muito rápido no Bahrein, foi um fim de semana difícil, então queria me recuperar e subir ao pódio. Fiz a pole, o mais jovem pole, fui o mais jovem vencedor e não posso acreditar”, complementou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar