Calado confirma favoritismo e lidera treino livre da GP2 em Sepang. Nasr termina em sexto

O piloto da ART cravou 1min45s403 para terminar na primeira posição a atividade de abertura da temporada 2013 da GP2. Simon Trummer surpreendeu e foi o segundo, com Felipe Nasr completando em sexto

James Calado não precisou de muito tempo para mostrar por que é um dos favoritos ao título da temporada 2013 da GP2. O jovem piloto da ART Grand Prix cravou o tempo de 1min45s403 ainda nos minutos inicias do primeiro treino livre da etapa da Malásia, nesta sexta-feira (22), para terminar a atividade com a primeira colocação.

A segunda posição ficou com o surpreendente Simon Trummer, da Rapax, com uma desvantagem de apenas 0s019. Tom Dillmann colocou o carro da estreante Russian Time na terceira colocação, seguido por Mitch Evans – o melhor entre os estreantes – e o veterano sueco Marcus Ericsson.

Felipe Nasr, o único brasileiro da categoria, terminou com a sexta posição, com 1min45s784. Johnny Cecotto Jr., Stefano Coletti, Rio Haryanto e Stéphane Richelmi completaram o top-10.
 

James Calado não deu chances aos adversários no treino da GP2 (Foto: GP2)


Confira como foi o treino livre da etapa da Malásia da GP2:

Com apenas 30 minutos de atividade, as equipes não perderam tempo para mandar os pilotos à pista, com os dois carros da ART, de James Calado e de Daniel Abt, puxando a fila. Apesar disso, quem começou na frente foi Stefano Coletti, da Rapax, que já havia sido o mais rápido nos treinos coletivos de Barcelona, na última semana.

Na sequência, foi a vez de Simon Trummer, também do time italiano, superar o companheiro de equipe e pular para a ponta da tabela de tempos. Com pouco mais da metade da atividade, Calado comprovou o favoritismo, subindo para a primeira colocação, com Felipe Nasr ocupando a sexta posição.

Enquanto o brasileiro brigava pelas primeiras colocações, quem não estava muito satisfeito com o desempenho era o outro piloto da Carlin, Jolyon Palmer, que rapidamente recolheu aos boxes para que a escuderia fizesse ajustes mais profundos no equipamento.

Faltando dez minutos para o fim da sessão, Julián Leal deu a primeira escapada da temporada 2013 da GP2 ao perder o controle na curva 7 e ir direto para a brita. Outro que também comprou um terreno em Sepang foi Kuala Lumpur foi Kevin Ceccon, da Trident.
A partir daí, os pilotos passaram a fazer simulações de corrida e avaliar o desempenho do pneu duro, e os tempos não baixaram, confirmando a liderança de Calado.

GP2, GP da Malásia, Sepang, treino livre:

1 James CALADO ING ART   1:45.403  
2 Simon TRUMMER SUI Rapax   1:45.422 +0.019
3 Tom DILLMANN FRA Russian Time   1:45.589 +0.186
4 Mitch EVANS NZL Arden   1:45.668 +0.265
5 Marcus ERICSSON SUE Dams   1:45.750 +0.347
6 Felipe NASR BRA Carlin   1:45.784 +0.381
7 Johnny CECOTTO JR VEN Arden   1:45.796 +0.393
8 Stefano COLETTI MCO Rapax   1:45.846 +0.443
9 Rio HARYANTO INA Addax   1:45.850 +0.447
10 Stéphane RICHELMI MCO Dams   1:45.865 +0.462
11 Daniel DE JONG HOL MP   1:46.000 +0.597
12 Fabio LEIMER SUI Racing Engineering   1:46.140 +0.737
13 Julián LEAL COL Racing Engineering   1:46.193 +0.790
14 Jolyon PALMER ING Carlin   1:46.357 +0.954
15 René BINDER AUT Lazarus   1:46.374 +0.971
16 Kevin GIOVESI ITA Lazarus   1:46.590 +1.187
17 Sergio CANAMASAS ESP Caterham   1:46.595 +1.192
18 Daniel ABT ALE ART   1:46.635 +1.232
19 Sam BIRD ING Russian Time   1:46.694 +1.291
20 Nathanael BERTHÖN FRA Trident   1:46.695 +1.292
21 Jake ROSENZWEIG EUA Addax   1:46.737 +1.334
22 Adrian QUAIFE-HOBBS ING MP   1:46.934 +1.531
23 Conor DALY EUA Hilmer   1:47.303 +1.900
24 Kevin CECCON ITA Trident   1:47.355 +1.952
25 Pål VARHAUG NOR Hilmer   1:48.550 +3.147
26 Ma QING HUA CHN Caterham   1:48.829 +3.426

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube