Cirurgia para reconstituir perna de Correa foi bem-sucedida, diz boletim médico

Juan Manuel Correa passou por uma cirurgia bem-sucedida para a reconstituição da perna direita foi bem-sucedida. O piloto está consciente e afirmou que se sente “muito grato por todo carinho que eu recebi, queria agradecer do fundo do meu coração por isso e dizer que toda essa positividade, essa força, fizeram a diferença para mim"

A cirurgia na perna direita de Juan Manuel Correa foi um sucesso. O norte-americano, de origem equatoriana, agora segue em observação cuidadosa, mas ainda deverá ser submetido a novas operações nos próximos meses. O estado de saúde de Correa foi publicado nesta quinta-feira (3) e trouxe palavras do próprio piloto, além do boletim médico.
 
Juan Manuel sofreu lesões graves depois de se envolver no sério acidente que vitimou Anthoine Hubert, durante o início da corrida 1 da Fórmula 2, em Spa-Francorchamps. O piloto francês não resistiu aos ferimentos do forte impacto e teve a morte confirmada horas depois. Correa, por sua vez, foi atendido em um hospital em Liège, cidade próxima à pista belga, e passou por uma intervenção cirúrgica. 
Juan Manuel Correa (Foto: Reprodução)

Dias mais tarde, o piloto americano de 20 anos foi transferido para Londres, onde se encontra em tratamento. Correa sofreu lesões no pé direito e também nos pulmões. Aos poucos, seu estado de saúde vai evoluindo. Juan Manuel, que chegou a ser declarado em estado crítico, evoluiu sua condição para “séria”, mas agora está totalmente consciente e com grande melhora nos pulmões. A grande preocupação agora é sobre o pé direito, bastante machucado.

 
Já na Inglaterra, em um centro hospitalar especializado em cirurgias ortopédicas, Juan Manuel, consciente, optou por não amputar o pé e proceder assim com a cirurgia reconstrutiva. E, no último domingo (29), Correa passou por uma operação para reconstruir a perna direita. Os médicos realizaram uma combinação de enxertos com cirurgias de fixação externa. Após uma intervenção que durou 17 horas, o boletim médico informou que o procedimento foi bem-sucedido. "Os dias após a operação foram muito estressantes, pois o bom clima na sala de cirurgia exigiu uma confirmação total após um período de evolução crítica de dois ou três duas. Agora, os médicos estão confiantes de que tudo foi um sucesso, embora o procedimento esteja ainda sob observação cuidadosa", completou o comunicado.

"Durante o procedimento, os médicos foram forçados a remover mais material ósseo do que o previsto e resolver vários problemas dos vasos sanguíneos, mas afirmaram que o principal objetivo da cirurgia foi alcançado."

O americano também se disse grato pelas mensagens de apoio. "As últimas semanas foram extremamente duras, muito mais duras do que qualquer coisa que eu já tinha enfrentado física e mentalmente. Sei que o futuro das minhas pernas, em termos de recuperação, especialmente a minha perna direita, segue incerto, sei também que minha recuperação física vai ser extremamente longa e complicada. Eu ainda estou entendendo tudo o que aconteceu e que ainda está acontecendo. Queria agradecer a todos que, de alguma forma, me demonstraram apoio. Eu me sinto muito grato por todo carinho que eu recebi, queria agradecer do fundo do meu coração por isso e dizer que toda essa positividade, essa força, fizeram a diferença para mim", disse o jovem piloto, que segue em recuperação.

O comunicado médico ainda informou que Correa deve ser submetido a uma nova operação menos complexa daqui a duas semanas. Os médicos também entendem que há a possibilidade do piloto deixar o hospital em aproximadamente seis semanas. Entende-se também que, no próximo ano, Juan Manuel se dedique à fisioterapia, reabilitação e passe por cirurgias corretivas, com objetivo de uma recuperação total do pé e tornozelo direito.

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube