Em meio a tsunami de azar, Vips tem ‘mata-mata’ na F2 para manter sonho de vaga na F1

Jüri Vips passou de bola da vez na AlphaTauri para apenas mais um da Red Bull na Fórmula 2 e, é diante desse cenário, que o estoniano precisa virar o jogo para voltar a sonhar com seu lugar no grid da F1

A Red Bull lançou recentemente Max Verstappen, Carlos Sainz Jr, Pierre Gasly e o próximo na fila era para ser Jüri Vips. Mas não foi. O talentoso estoniano parecia na boca do gol, mas acabou como um dos maiores prejudicados pela pandemia, entrando em uma maré de azar que é até difícil de se explicar e quantificar.

Vamos, então, começar do começo. Vips tem 20 anos, mas já vem se destacando como um potencial postulante ao grid da F1 desde 2017, quando foi campeão da Fórmula 4 Alemã. Os anos seguintes foram de afirmação, com temporadas fortes na F3 Europeia e na F3, mesmo sem ter um carro dominante. Em 2019, principalmente, um quarto lugar com a Hitech que imediatamente o credenciou a subir para a F1, mais cedo ou mais tarde.

Em paralelo a isso, precisamos falar do que vinha acontecendo com a Red Bull na F1. Enquanto Verstappen se consolidava como uma das estrelas da categoria, Gasly era rebaixado e só aí voltava a brihlhar, com a então Toro Rosso. Além deles, um Alexander Albon que não convencia na Red Bull e um Daniil Kvyat de aviso prévio na Toro Rosso e, depois, na AlphaTauri. A chance para os jovens do programa de energético estava ali.

F2; FÓRMULA 2; JÜRI VIPS; DAMS; SPA-FRANCORCHAMPS;
Jüri Vips vai buscar retomar espaço na F2 (Foto: F2/Twitter)

E era Vips o mais cotado, era quem mais encantava por ali. Prova disso foi a escolha que a Red Bull fez para o 2020 do estoniano: a japonesa Super Formula, ou seja, o mesmo rumo que teve Gasly antes de assumir posição na então Toro Rosso. Só que deu absolutamente tudo errado.

Vips perdeu a temporada por conta da pandemia de coronavírus, que atrapalhou viagens e entradas no Japão e precisou ficar encaixando corridas esporádicas na F-Regional, além de apenas oito provas com a Dams já no fim da temporada da F2. O resultado? Yuki Tsunoda furou a fila e, em terceiro na F2, assumiu a vaga na AlphaTauri.

O golpe foi duro em cima de Jüri, mas ainda pior porque o estoniano agora se encontra praticamente em condições de igualdade com Jehan Daruvala e Liam Lawson. No caso de Lawson, um verdadeiro mata-mata dentro da Hitech na F2 2021.

Jüri Vips brilhou na F3 (Foto: F3/Twitter)

Outro ponto que não foi positivo para o jovem piloto foi a contratação de Sergio Pérez pela Red Bull. Isso mostrou que os austríacos já não estão mais totalmente presos ao programa de desenvolvimento, então, é bem seguro dizer que nem vencer a F2 em 2021 vai garantir um posto na F1 2022.

Vips, assim, passou de possível figura na F1 2021 para dúvida até em 2022, 2023 e além. O início na F2 foi de performances excelentes e resultados tenebrosos, com desclassificação por questões técnicas, quebra de carro quando venceria e punição.

Em meio a essa maré que mais parece um tsunami de azar, o jovem estoniano precisa se recompor imediatamente. Ainda que a Hitech não seja a maior das potências do grid, é uma boa equipe e, com ela, Vips precisa mirar nada menos que o título do campeonato. Só assim, e contando com desempenhos ruins de Tsunoda, principalmente, a chama da Fórmula 1 vai seguir acesa para um dos nomes mais talentosos da nova geração.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar