FIA livra pilotos de culpa por acidente fatal de Hubert na F2

A investigação da Federação Internacional de Automobilismo determinou que uma “série de acontecimentos”, e não o erro de um piloto em particular de um piloto, causou o acidente fatal de Anthoine Hubert, morto na Fórmula 2 em 2019 aos 22 anos

A investigação do acidente fatal de Anthoine Hubert chegou ao fim, e sem pilotos culpados pela tragédia na rodada de Spa-Francorchamps da Fórmula 2 em 2019. Ao divulgar os resultados da análise nesta sexta-feira (7), a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) confirmou que não houve comportamento errôneo de qualquer um dos quatro pilotos envolvidos no impacto.
 
Aos olhos da FIA, o que causou o incidente na segunda volta da corrida 1 em Spa-Francorchamps foi “uma série de acontecimentos”, e não um evento em particular. Citando o impacto principal, o choque em ‘T’ de Juan Manuel Correa contra Hubert, a federação determinou que era impossível a sobrevivência do francês.
Anthoine Hubert morreu após acidente grave em Spa-Francorchamps em 2019(Foto: FIA F2)

“Uma série de acontecimentos resultou em um acidente complexo envolvendo quatro pilotos, levando a uma batida em ‘T’ entre os carros de Juan Manuel Correa e Anthoine Hubert”, explicou o comunicado. “As dinâmicas do impacto de carro contra carro, em termos de velocidade e trajetória, foram tamanhas que uma alta quantidade de energia foi transferida e dissipada, resultando em um trauma impossível de sobreviver em Hubert e em lesões muito sérias em Juan Manuel Correa. Não houve um motivo específico, mas diversos fatores foram identificados após uma análise detalhada das várias fases do acidente. A investigação não encontrou evidência de que qualquer pilotos tenha falhado em reagir de forma apropriada às bandeiras amarelas ou às circunstâncias da pista. A reação dos fiscais e da direção de prova em aplicar sinalizações foi considerada boa e na hora certa”, destacou.

 
O acidente começou com Giuliano Alesi perdendo controle na Eau Rouge. Ralph Boschung desacelerou de imediato, com Hubert acertando a traseira do suíço e, depois, a barreira de pneus em alta velocidade. Anthoine ficou atravessado na área de escape, por onde Correa tentava escapar do acidente. Sem tempo de reação, o americano bateu em ‘T’.
 
Hubert e Correa foram os dois que sofreram ferimentos. O francês morreu na mesma tarde, isso enquanto o americano começou uma longa recuperação após graves lesões nas pernas.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar