Guerin culpa tráfego na última curva por 18º lugar no grid em Monza: “Sairia entre os 12 primeiros”

Victor Guerin reclamou de um adversário que o teria atrapalhado no trecho final de sua volta lançada na classificação para a etapa de Monza da GP2

18º colocado na tomada de tempos que definiu o grid de largada para a primeira corrida da etapa de Monza da GP2, Victor Guerin acredita que poderia ter conquistado um resultado bem melhor nesta sexta-feira (7).

O paulista alegou que perdeu “quatro décimos no trecho da Parabólica”, onde se viu atrás de Fabio Leimer, que estava mais lento na pista. “Eu vinha com minhas melhores parciais nos outros setores e com certeza sairia entre os 12 primeiros”, declarou o piloto.

Victor Guerin disse que seria capaz de largar em uma posição bem melhor (Foto: GP2)

Guerin destacou a evolução da equipe Ocean no circuito italiano em relação ao ano passado – quando ele ainda não estava na categoria: “A equipe não andou bem aqui no ano passado, mas demos um passo à frente”.

“A preocupação agora passa a ser o consumo dos pneus na corrida, que tem sido o nosso principal problema”, ressaltou Guerin. “Trabalhei no acerto para a prova nos treinos livres e achei que os pneus não estão gastando tanto”, contou.

Estes treinos, porém, não servem para se ter uma noção exata, por um motivo óbvio apontado pelo próprio piloto: “Fiz uma simulação de seis voltas e a corrida é bem mais longa”.

A largada para a primeira corrida da rodada dupla de Monza da GP2 acontece às 10h30 deste sábado (8). A pole-position é de Max Chilton, e os outros brasileiros largam em posições melhores que as de Guerin: Felipe Nasr estará em décimo no grid e Luiz Razia, em 12º.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube