Guerin espera acompanhar ritmo de Razia e Nasr na segunda bateria da GP2 no circuito de Monza

Punido por excesso de velocidade durante a primeira bateria da GP2 na Itália, Victor Guerin foi o último colocado dos que terminaram a prova deste sábado (8). Com todos os brasileiros largando no fundo do grid, ele espera acompanhar Luiz Razia e Felipe Nasr

O dia não foi dos brasileiros na primeira bateria da GP2 na Itália. Durante a corrida, Luiz Razia, agora ex-líder do campeonato, e Felipe Nasr se envolveram em um acidente no mesmo ponto e abandonaram a prova. Outro piloto que disputa a categoria, Victor Guerin terminou a prova, mas, punido com um drive-through por excesso de velocidade nos boxes, acabou na última colocação.

"Sem esse problema, o resultado normal seria terminar entre 12º e 15º", disse Guerin, que está em sua primeira temporada na categoria. Último entre os que finalizaram a corrida, o brasileiro terá a companhia de seus compatriotas no final do grid da segunda bateria, que terá Stefano Coletti na pole-position.

Guerin vai largar nas últimas colocações na segunda bateria da GP2 (Foto: GP2 Media Service)

"Eles têm bom ritmo de corrida e vou tentar acompanhá-los", explicou o piloto Ocean e que não somou nenhum ponto no campeonato até o momento.

A vitória de Luca Filippi da primeira bateria ficou com Luca Fillipi, que voltou à GP2 após um ano para disputar a rodada do final de semana pela Coloni. A sexta colocação de Davide Valsecchi foi o suficiente para colocá-lo na liderança do campeonato e com isso, Razia caiu para segunda colocação faltando segunda rodada em Monza, que acontece neste domingo (9), e a etapa final, em Cingapura.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube