Haryanto comanda treino em Spa e garante primeira pole da carreira na GP2. Razia larga apenas em 19º

Aos 19 anos e em sua primeira temporada como piloto da GP2, Rio Haryanto, da Carlin cravou, debaixo de muita chuva, a melhor posição de largada da sua carreira na categoria. Ao lado do indonésio vai largar James Calado, da Lotus. Na luta pelo título, Luiz Razia larga apenas em 19º, enquanto seu rival, Davide Valsecchi, parte em sexto

Surpresa na sessão classificatória da GP2 em Spa-Francorchamps, nesta sexta-feira (31). Debaixo de um temporal no tradicional circuito belga, Rio Haryanto, de 19 anos, bateu os favoritos e garantiu a primeira pole-position da sua carreira na categoria. Tendo 2min17s535 como melhor tempo, o jovem indonésio da Carlin dominou a classificação e desbancou James Calado, da Lotus. O britânico vai largar em segundo, à frente do seu companheiro de equipe, Esteban Gutiérrez, e Marcus Ericsson, da iSport.

Além de Haryanto, o treino reservou outra surpresa em Spa-Francorchamps. Sergio Canamasas cavou o sétimo lugar no grid de largada e vai alinhar atrás de Davide Valsecchi, sexto, e logo à frente de Fabio Leimer e Felipe Nasr, respectivamente oitavo e nono no grid. O jovem da Dams, campeão da F3 Inglesa no ano passado, é o melhor brasileiro no alinhamento inicial da primeira etapa do fim de semana na Bélgica.

Luiz Razia, que briga pelo título da GP2 com Valsecchi, ficou bem atrás do seu rival. Enquanto o italiano parte em sexto, o baiano da Arden larga só em 19º em Spa. Victor Guerin, que corre neste fim de semana pela Ocean, sai três posições à frente de Razia, em 16º.

Debaixo de muita água em Spa, Haryanto conquistou a primeira pole da sua carreira na GP2 (Foto: GP2)

Saiba como foi a sessão classificatória da GP2 em Spa-Francorchamps

Grande protagonista do primeiro dia de atividades da F1 e da GP2 em Spa-Francorchamps, a forte chuva obrigou a direção de prova da categoria de base a adiar o início da classificação por 15 minutos. E depois que os carros foram à pista, o resultado na ponta da tabela meio que refletiu o que aconteceu na sessão realizada há pouco na F1: um carro com as cores vermelha e preta da Marussia na frente, graças a Rio Haryanto.

O jovem indonésio se deu muito bem no começo de prova e imprimiu forte ritmo, abrindo vantagem e marcando a pole-provisória com 2min18s322, sendo 0s963 mais rápido que James Calado, segundo colocado. Esteban Gutiérrez, por sua vez, vinha em terceiro. Entre os brasileiros, faltando 18 minutos para o fim do treino, Razia era o melhor colocado, mas vinha em 12º, 3s161 atrás de Haryanto. Victor Guerin vinha logo atrás, em 18º, seguido em uma posição por Felipe Nasr.

Apesar de a temperatura ambiente estar bastante baixa, na casa dos 11ºC, o treino vinha em ritmo quente, com muita alternância de posições. Haryanto seguia na liderança, mas nem tão soberano assim. Isso porque Davide Valsecchi subiu para segundo. Aproveitando a melhora das condições da pista, o italiano fez boa volta e ficou a apenas 0s075 do tempo de Rio. Os carros da Dams vinham bem, com Nasr subindo para quinto, com Marcus Ericsson e Fabio Leimer o separando de Valsecchi.

A chuva seguia forte, mas em menor intensidade em comparação ao início da sessão. Ainda assim, os jovens pilotos da GP2 continuavam usando os pneus para chuva extrema nos dez minutos finais de treino. Guerin, em 14º, e Razia, uma posição atrás do compatriota, lutavam para subir no grid de largada da primeira e mais importante corrida do fim de semana de retorno da temporada da categoria.

O domínio de Haryanto acabou quando faltavam pouco mais de cinco minutos para o fim do treino. Após volta voadora, James Calado superou o tempo do indonésio da Carlin em 0s132 e subiu para a liderança, mas por apenas alguns segundos. Isso por que Ericsson, que vinha muito bem na sessão, melhorou sua marca e colocou o carro da iSport na pole provisória da primeira etapa da GP2 na Bélgica. Nasr caiu para oitavo, enquanto Guerin e Razia, em 15º e 16º, respectivamente, não conseguiam melhorar suas posições, ao contrário.

Razia vai largar na Bélgica em 19º, bem atrás de Valsecchi, que parte em sexto (Foto: GP2)

Mas Haryanto não se deu por vencido. Em sua décima volta no circuito belga, o asiático destruiu a marca de Ericsson em mais de 0s5 e, com 2min17s535, voltou à liderança. Outro que fez belo tempo em Spa foi Gutiérrez, que momentaneamente garantiu um lugar na primeira fila do grid com sua Lotus. Contudo, Calado, seu companheiro de equipe o superou por quase 0s1, subindo para segundo.

Com o cronômetro já zerado, Valsecchi permanecia na pista como ameaça à pole de Haryanto. Mas o italiano da marca do indonésio, que, aos 19 anos e em sua primeira temporada na GP2, conquistou a sua primeira pole-position na categoria. Calado, Gutiérrez, Ericsson, Jolyon Palmer, Valsecchi, Sergio Canamasas, Fabio Leimer, Nasr e Giedo van der Garde completam os dez primeiros.

GP2, GP da Bélgica, Spa-Francorchamps, corrida 1, grid de largada:

 

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube