F2

Hubert deixa legado: FIA deve agir para minimizar riscos nas batidas em T

No Paddock GP, os jornalistas falaram da importância da FIA estudar a fundo o acidente fatal de Anthoine Hubert e buscar alternativas para minimizar os impactos de uma batida em T, como a que aconteceu com o francês na Bélgica

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
O acidente fatal de Anthoine Hubert levantou uma série de questões, inclusive no que diz respeito ao fator segurança dos carros da F2 e até da F1. No PADDOCK GP #175, Victor Martins explicou que a tragédia com o francês na Bélgica vai ter de servir de legado para a FIA fazer os devidos ajustes. ASSISTA
 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.