F2

Latifi passa Zhou e alcança terceira vitória na temporada 2019 em Barcelona. Sette Câmara tem problemas

Nicholas Latifi passou a maior parte do tempo preso atrás de Guanyu Zhou, mas teve paciência. Foi só com seis voltas para o fim que o canadense fez a ultrapassagem decisiva. Mais atrás, Sérgio Sette Câmara teve um dia para esquecer

Grande Prêmio, de Barcelona / VITOR FAZIO, de Berlim

Como parar Nicholas Latifi na Fórmula 2 em 2019? O piloto canadense voltou a mostrar velocidade neste sábado (11), levando a vitória na corrida 1 de Barcelona. Foi um triunfo construído na base da paciência: o piloto passou a maior parte do tempo atrás de Guanyu Zhou, concretizando a ultrapassagem com apenas seis voltas para o fim.
 
A vitória é a terceira de Latifi em 2019, incluindo aí a corrida de sábado do Bahrein e a de domingo de Baku. Para Zhou, ficou o gosto amargo: o sonho daquela que seria a primeira vitória na F2 foi adiado, apesar de uma largada esplendorosa, saltando de terceiro para primeiro em questão de metros.
 
Zhou, sem rendimento nas últimas voltas, ainda perderia posição para Aitken, cruzando a linha de chegada em terceiro.
Nicolas Latifi venceu mais uma (Foto: Reprodução/Fórmula 2)
Luca Ghiotto, que largou da pole, teve um dia de altos e baixos. O italiano largou mal e fechou a primeira curva já fora do top-5. No meio do pelotão, o piloto foi abalroado por Dorian Boccolacci, muito otimista na freada da curva 10. Luca seguiu na prova, mas no fim do grid. Era o começo de uma bela recuperação, com Ghiotto cruzando a linha de chegada em quarto.
 
Nyck de Vries foi quinto. A zona de pontos ainda teve Anthoine Hubert, Jordan King, Callum Ilott, Sean Gelael e Ralph Boschung.
 
Sérgio Sette Câmara teve um dia infernal. O brasileiro perdeu posições na largada, indo do sétimo ao 14º lugar. No pit-stop obrigatório, Sérgio excedeu o limite de velocidade dos boxes e ainda deixou o carro morrer na saída. Depois de levar um drive-through pela infração, o brasileiro abandonou em definitivo.

Saiba como foi a corrida 1 da Fórmula 2 em Barcelona

A largada não poderia ser pior para o pole, Luca Ghiotto. O italiano não partiu bem e logo foi superado por Nicholas Latifi, que largava em segundo. O que ninguém esperava é que Guanyu Zhou, terceiro no grid, passasse os dois para tomar a liderança na freada da curva 1.
 
Ghiotto nem conseguiu se manter no top-5, também perdendo posições para Nyck de Vries, Jack Aitken e Callum Ilott. E ficaria cada vez pior: na aproximação da curva 10, Dorian Boccolacci mergulhou para passar Luca, mas acabou enchendo a lateral do carro da UNI-Virtuosi. Os dois seguiram na pista, mas claramente com danos.
 
Quem não conseguiu seguir foi Giuliano Alesi, que rodou sozinho e atolou na caixa de brita ainda no primeiro setor. Os enroscos todos forçaram entrada do safety-car por três voltas.
Luca Ghiotto largou da pole, foi ao fim do grid e voltou ao quarto posto (Foto: FIA F2)
A relargada foi tranquila, com Zhou segurando a liderança com alguma tranquilidade. Latifi nem tentou alguma ultrapassagem. Nas voltas seguintes, o piloto chinês também mostrou velocidade para começar a abrir alguma vantagem.
 
Na volta 6, os líderes optaram por ir aos boxes e fazer o pit-stop obrigatório. Zhou e Latifi vieram, enquanto De Vries herdou a liderança. Por poucos segundos: na reta principal, Aitken fez ultrapassagem e apareceu em primeiro. Mais algumas voltas e os dois também viriam aos boxes, deixando a liderança com Ralph Boschung.
 
Dentre os pilotos que pararam, Zhou ainda era o melhor posicionado, em sétimo. A vantagem sobre Latifi, em oitavo, girava na casa de 2s.
 
Enquanto isso, o dia de Sérgio Sette Câmara sofria duros golpes. O brasileiro, que já estava em 14º após uma largada ruim, excedeu o limite de velocidade do pit-lane ao fazer a parada, o que viria a render um drive-through. A cereja no bolo foi deixar o carro morrer ao deixar a garagem da DAMS, perdendo mais tempo valioso antes de regressar à pista. Mais algumas voltas e o brasileiro voltaria para abandonar em definitivo.
Sérgio Sette Câmara não viu a bandeira quadriculada (Foto: FIA Fórmula 2)
Enquanto o ciclo de pits não se encerrava, a briga se acirrava entre Boschung e Hubert, segundo colocado. O francês se aproximou e fez a ultrapassagem com tranquilidade, herdando a condição de líder provisório. Jordan King precisou de mais duas voltas para fazer o mesmo.
 
Zhou e Latifi abriram a volta 30 ainda em terceiro e quarto, atrás de Hubert e King. Foi só aí que o canadense conseguiu partir para o ataque, vindo por fora na curva 1, sem sucesso. Uma volta depois, a história seria outra: o canadense veio por fora e tomou a ponta sem grandes problemas.

Foi só na volta 32, com cinco para o fim, que Hubert e King pararam. Como se poderia imaginar, Latifi retomou a liderança com tranquilidade e já até começava a abrir vantagem. Enquanto isso, Zhou via Aitken crescer nos retrovisores.

Zhou, sem o mesmo ritmo de outrora, precisou ceder o segundo lugar. O chinês ainda chegou a ser ameaçado por Ghiotto, em bela corrida de recuperação, mas manteve a posição de pódio.

F2 2019, Barcelona, corrida 1:

1 N LATIFI DAMS 37 voltas  
2 J AITKEN Campos +1.9  
3 G ZHOU UNI-Virtuosi +3.3  
4 L GHIOTTO UNI-Virtuosi +4.3  
5 N DE VRIES ART +9.4  
6 A HUBERT Arden +12.4  
7 J KING MP +14.2  
8 C ILOTT Charouz +17.3  
9 S GELAEL Prema +19.0  
10 R BOSCHUNG Trident +25.7  
11 N MATSUSHITA Carlin +33.6  
12 L DELÉTRAZ Carlin +38.5  
13 T CALDERÓN Arden +45.7  
14 D BOCCOLACCI Campos +47.6  
15 M SCHUMACHER Prema +1:11.9  
16 M RAGHUNATHAN MP +1:33.7  
17 N MAZEPIN ART +4 voltas  
18 S SETTE CÂMARA DAMS +9 voltas NC
19 J CORREA Charouz +13 voltas NC
20 G ALESI Trident +37 voltas NC
 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.