F2

Matsushita passa Ilott e parte para vitória na F2 em Monza. Sette Câmara é 5º

Nobuharu Matsushita passou Callum Ilott e não deixou a liderança escapar mais. O japonês conseguiu até mesmo neutralizar o ritmo forte de Luca Ghiotto e Nyck de Vries no fim. Sérgio Sette Câmara terminou em quinto

Grande Prêmio / VITOR FAZIO, de Berlim
Nobuharu Matsushita fez uma bela corrida neste sábado (7) em Monza, na Fórmula 2. O piloto japonês, largando em quinto, mostrou ritmo forte e capacidade de fazer ultrapassagens sem perder tempo. Foi com essas qualidades que Matsushita superou Callum Ilott ainda na primeira metade da corrida, usando a segunda apenas para carimbar um novo triunfo na temporada 2019.
 
Superar Ilott, entretanto, foi apenas um dos desafios de Matsushita. O japonês fez bem ao manter o ritmo forte e abrir vantagem, o que permitiu neutralizar o ritmo forte apresentado por Luca Ghiotto e Nyck de Vries nas voltas finais. Sem alcançar o nipônico, a dupla se contentou com presenças no pódio, respectivamente em segundo e terceiro.

De Vries teve um dia dos sonhos. Excluído do treino classificatório por andar com menos combustível do que o permitido, o holandês chegou em terceiro após largar em 17º. O resultado ficou ainda melhor por conta dos problemas alheios: Nicholas Latifi quebrou a asa dianteira em disputa por posição com Guanyu Zhou, precisando de pit emergencial e terminando em 13º, último dentre os que viram a bandeira quadriculada.
Nobuharu Matsushita (Foto: FIA F2)
Ilott, perdendo ritmo no fim, caiu para quinto. Só que o britânico subiu para quarto – é que Sérgio Sette Câmara teve acréscimo de 5s por deixar a pista e ganhar vantagem, caindo para quinto.
 
Jordan King apareceu em sexto, com Giuliano Alesi em sétimo e Jack Aitken em oitavo, garantindo a pole invertida. Sean Gelael e Mahaveer Raghunathan fecharam a zona de pontos.

Saiba como foi a corrida 1 da F2 em Monza

A largada começou com os pilotos da primeira fila muito próximos, mas com Callum Ilott sustentando a liderança. Guanyu Zhou foi corajoso ao ficar lado a lado com Nobuharu Matsushita e Sérgio Sette Câmara na freada da primeira curva, sendo recompensado com o segundo lugar.
 
Matsushita e Sette Câmara ficaram em terceiro em quarto, com o brasileiro recebendo pressão do companheiro Nicholas Latifi, quinto. Nikita Mazepin, enquanto isso, viu a corrida indo pelo ralo primeiro ao escapar na primeira curva 1 e segundo por danificar o bico do carro.
 
A segunda volta começou tão agitada quanto a primeira. Louis Delétraz rodou na aproximação da primeira chicane, isso enquanto Nyck de Vries precisava frear na grama, quase rodando. O holandês buscava corrida de recuperação após ser eliminado do treino classificatório por irregularidade técnica, e já aparecia em 12º.
Louis Delétraz rodou na segunda volta (Foto: Reprodução/TV)
A corrida no pelotão dianteira logo se dividiu em dois grupos: Ilott se defendendo de Matsushita, enquanto Sette Câmara se preocupava com Latifi.
 
A primeira briga teve Matsushita confirmando a ultrapassagem na quinta volta, tomando a liderança. A segunda briga teve Sette Câmara se defendendo de tudo que era jeito dos ataques de Latifi, que logo passou a se preocupar mais com Zhou.
 
O ciclo de pits começou na volta seis. Matsushita seguiu em primeiro, com Ilott em segundo. Zhou aproveitou para pular os dois carros da Dams, isso enquanto Latifi também passava Sette Câmara, quinto. Tudo isso na teoria, já que cinco pilotos ainda não tinham parado, aparecendo na frente. Luca Ghiotto era o líder provisório.

A volta 13, entretanto, mudou o panorama da prova. Latifi atacava Zhou, recebendo ordens da equipe para fazer a ultrapassagem. O canadense tentou, mas tudo deu errado: o chinês espremeu o rival de leve na zona de freada, com seu pneu traseiro esquerdo tocando a asa do rival. Os dois se arrastaram até os boxes, com Nicholas optando por seguir na prova. Entretanto, o piloto da DAMS aparecia agora em 14º enquanto De Vries, rival pelo título, surgia em quarto.
O momento em que Nicholas Latifi e Guanyu Zhou se tocam (Foto: Reprodução/TV)
Sette Câmara subiu para terceiro, mas com De Vries colado na traseira. O holandês estava incomodando e ensaiando uma ultrapassagem a qualquer momento. O brasileiro não lidou bem com a pressão, cortando a primeira chicane ao errar a freada. Os comissários não gostaram do que viram e aplicaram punição de 5s ao brasileiro.
 
Com nove voltas para o fim, o ciclo de pits dos pilotos que largaram com macios chegava ao fim. Ghiotto veio aos boxes sonhando com um pódio, mas saiu com más notícias: o pit da UNI Virtuosi foi tenebroso, devolvendo o italiano à pista em quinto. Como Aitken também havia parado, mas voltando bem mais atrás, Matsushita voltou a ser líder.

A corrida chegava no momento decisivo. Ilott não conseguia acompanhar Matsushita de perto, mas isso não era sinal de tranquilidade. Ghiotto, com pneus novos, prometia atacar.

Só que não houve tempo hábil. Apesar de subir até segundo após voltar dos boxes em quinto, o italiano cruzou a linha de chegada 7s atrás do vencedor Matsushita.

F2 2019, Monza, corrida 1:

1 N MATSUSHITA Carlin 30 voltas  
2 L GHIOTTO UNI-Virtuosi +5.7  
3 N DE VRIES ART +9.2  
4 C ILOTT Charouz +17.2  
5 S SETTE CÂMARA DAMS +20.4  
6 J KING MP +24.8  
7 G ALESI Trident +32.3  
8 J AITKEN Campos +33.0  
9 S GELAEL Prema +38.8  
10 M RAGHUNATHAN MP +1:12.7  
11 N MAZEPIN ART +1 volta  
12 M SATO Campos +1 volta  
13 N LATIFI DAMS +1 volta  
14 M SCHUMACHER Prema +8 voltas NC
15 G ZHOU UNI-Virtuosi +17 voltas NC
16 T CALDERÓN Arden +25 voltas NC
17 L DELÉTRAZ Carlin +29 voltas NC


Paddockast #32
AS PISTAS MAIS PERIGOSAS DO MUNDO


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.