Mesmo se for campeão da GP2, Vandoorne reconhece que não tem vaga garantida na F1 para 2016

Stoffel Vandoorne sabe que vem fazendo um grande trabalho na temporada 2015 da GP2. Porém, mesmo se for campeão, o belga reconhece que não tem a garantia de vaga na F1 em 2016

A excelente temporada 2015 que vai fazendo Stoffel Vandoorne não é nenhuma garantia de que o belga estará na F1 no próximo ano. O próprio piloto é quem admite, lembrando que a competitividade por vagas na categoria é muito grande e que não são apenas os resultados que garantem aos pilotos uma vaga no grid.
 
Vandoorne mostrou que tem plena consciência de que não depende apenas de seus esforços para chegar à elite do automobilismo mundial.
 
“A F1 sempre foi uma categoria muito competitiva, todo mundo sabe disso. Muitos pilotos fizeram grandes trabalhos e nunca chegaram à F1. Sabemos que hoje em dia o panorama é parecido e, mesmo que eu vença a GP2, não é garantido que eu esteja na F1 no ano que vem”, disse.
 
O belga, contudo, deixou claro que sua meta é, sim, chegar à F1 já na temporada 2016.
 
“Porém, meu objetivo é este: fazer o meu melhor, vencer o campeonato e arrumar uma vaguinha na F1 em 2016”, falou.
 
Vandoorne acredita que vai fazendo corretamente seu trabalho aparecendo como grande destaque na temporada da GP2.
 
“Acho que estou passando uma ótima imagem. Não tenho muito mais o que fazer para causar uma boa impressão. A cada treino, a cada classificação, a cada corrida, eu dou o meu máximo”, afirmou.
Stoffel Vandoorne quer ir para a F1 em 2016, mas sabe que isto não será tão fácil (Foto: GP2)
Mesmo inexperiente, Vandoorne se disse pronto para encarar os desafios da F1.
 
“Eu me sinto pronto para a F1 e seus desafios. Testei com a McLaren ano passado e foi tudo ótimo. Estou no meu segundo ano na GP2 e está tudo muito bom. Guiei o carro na Áustria e também peguei mais um pouco de experiência”, declarou.
 
O belga contou que conversa sempre com Ron Dennis e Éric Boullier e que está focado em cumprir o que dele se espera.
 
“Eu falo constantemente com Ron e Éric e eles sempre me deixam claro que minha mete este ano tem de ser vencer a GP2. Tenho meu contrato com a McLaren e estou focado em fazer o que esperam de mim”, completou.
 
Vandoorne tem grande vantagem na liderança do campeonato da GP2. O suíço tem 170 pontos em cinco rodadas duplas, 65 a mais que tem o vice-líder Alexander Rossi.

Pesa contra Vandoorne o histórico recente da categoria: nenhum dos últimos três campeões da GP2 chegaram à F1. Nem David Valsecchi, nem Fabio Leimer, nem Jolyon Palmer.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube