F2

Sette Câmara cita “ano proveitoso” e diz que vai para Abu Dhabi “sem pensar apenas na classificação final”

Sérgio Sette Câmara ficou satisfeito com o que conquistou em 2018 na F2, mas não esconde que uma vitória na rodada final em Abu Dhabi seria excelente. Sem traçar metas para a posição final na tabela, o brasileiro ainda pode ficar no top-3 com uma combinação de resultados
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Sérgio Sette Câmara vai para a última etapa da F2 (Foto: James Gasperotti)
 


 
Sérgio Sette Câmara não teve um 2018 fácil. Com problemas no carro em algumas provas e uma contusão que o tirou da rodada dupla de Mônaco, o brasileiro teve de ser extremamente regular nas demais corridas para estar hoje como um dos recordistas de pódios na temporada, com oito. Ainda podendo fechar o ano no top-3, o que o daria os pontos da superlicença, o brasileiro preferiu não fazer projeções de posição final após a rodada dupla de Abu Dhabi e só falou em fazer um bom final de semana.
 
O jovem piloto falou dos pontos positivos e os negativos do ano, mas entende que conseguiu mostrar suas qualidades e que não é pensando na posição final na tabela que vai conseguir algo no fim de semana.
 
“Tivemos um 2018 muito proveitoso. Apesar dos problemas no carro no começo da temporada, assim como meu acidente em Mônaco, consegui mostrar o meu potencial e, com isso, os resultados surgiram naturalmente. Neste momento, não adianta ficar pensando somente na posição final do campeonato", disse.
Sérgio Sette Câmara tirou boas lições da temporada da F2 (Foto: James Gasperotti)
O mineiro ainda pensa em buscar sua primeira vitória no ano, mas sem pensar muito nas consequências disso. Em 2017, Sérgio venceu uma prova pela MP, mas teve um ano bem mais complicado que com a Carlin. 
 
"Quero fazer um fim de semana excelente aqui em Abu Dhabi, extrair o máximo de mim e do equipamento e, logicamente, terminar a temporada com vitória não seria nada mal. Vou trabalhar 100% focado para as duas corridas e, quando tudo acabar, no domingo, vamos ver como ficou a tabela”, completou. 
 
O novo piloto de testes da McLaren vem em sexto na classificação com 164 pontos, dois a menos que Artem Markelov, o quinto. A briga pelo título está entre George Russell, já confirmado na Williams para 2019, e Alexander Albon, provável titular da Toro Rosso no ano que vem.