Sette Câmara relata “sensação estranha” de deixar Mônaco e diz que foi impedido de correr: “Mandaram eu vir para casa”

Direto de casa, Sérgio Sette Câmara explicou a batida durante o treino classificatório da F2 em Mônaco e afirmou que foi a equipe médica que impediu a participação dele nas corridas. Ele nem está mais no Principado

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Sérgio Sette Câmara deixou Mônaco após a batida do treino de classificação da última sexta-feira. Com uma luxação na mão e impedido de correr as duas etapas do fim de semana por conta da decisão médica, ele afirmou em vídeo que vai se concentrar na recuperação para a etapa da França.

 
Em vídeo enviado ao GRANDE PRÊMIO, Sette Câmara explicou a batida e o que espera para a sequência da temporada.
 
"Já estou em casa, mas é uma sensação muito estranha não estar onde eu deveria, que é Mônaco. Eu estava na quarta colocação da classificação, precisando melhorar mais 0s2 para ficar com a pole-position – e eu tinha de onde tirar. Então, na minha última volta, eu arrisquei um pouco mais. Já na curva um carreguei mais velocidade, perdi o carro e de lá até o impacto no muro não deu para tirar a mão do volante", disse. 
 
"Foi um impacto leve, mas que de alguma forma me machucou. A decisão de não correr não foi minha, eu queria correr, mas eles nem me deram oportunidade de fazer um teste de força. Mandaram eu vir para a casa, recuperar e voltar para Pau Ricard", falou.
Sette Câmara bate na saída da Sainte Dévote durante classificação da F2 (Foto: Reprodução)
"Fiquei triste, mas não tem nada que eu possa fazer com relação a isso. Então não vou me lamentar, vou procurar recuperar o mais rápido possível. Tenho quatro semanas e acredito que vai dar certo", afirmou.
 
"O importante é que eu estou rápido. Quando as coisas não dão errado eu estou sempre entre os cinco primeiros, três primeiros. Quando as coisas encaixarem, vou recuperar os pontos que perdi nessa fase ruim", encerrou.
 
Após a primeira corrida de Mônaco, Sérgio está 42 pontos atrás do líder do campeonato, Lando Norris.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube