Em grid melancólico de apenas sete carros, Iorio garante pole da abertura da etapa de Londrina da F3 Brasil

A categoria destinada a formar os principais talentos do Brasil nos monopostos chegou a Londrina com apenas sete carros, o menor desde quando voltou a ser disputada, em 2014. Assim, a pole-position conquistada no fim da tarde deste sábado por Matheus Iorio torna-se apenas um mero detalhe

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

É difícil, muito difícil o momento da F3 Brasil. Se em São Paulo, há duas semanas, o grid diminuto de apenas dez carros chamava a atenção, o que dizer de apenas sete pilotos inscritos para a disputa da etapa de Londrina? A Cesário, equipe que vem dominando a categoria desde a retomada da sua disputa, em 2014, manteve os quatro carros, enquanto a Hitech Racing alinhou dois. A RR Racing completou o grid com Luís Felipe Branquinho. A Prop Car, chefiada por Darcio dos Santos — tio de Rubens Barrichello — e Artur Fortunato, que corre por equipe própria, não vieram ao norte do Paraná.
 
Assim, a pole conquistada por Matheus Iorio foi apenas um mero detalhe em meio ao grid melancólico da F3 Brasil em Londrina. O paulista de 19 anos caminha a passos firmes rumo ao título da categoria e lidera o campeonato com 102 pontos, 62 de vantagem para Guilherme Samaia. Foi justamente Samaia quem liderou os dois treinos livres, mas na hora da luta pela pole, falou mais alto a melhor fase de Iorio.
Matheus Iorio garantiu a pole-position em Londrina no fim da tarde deste sábado (Foto: Marcus Cicarello)
Iorio cravou 1min04s205 em sua melhor passagem pelo Autódromo Ayrton Senna e garantiu mais uma pole na temporada. Com certa surpresa, Samaia não teve um bom rendimento, sendo superado por Thiago Vivacqua, da Hitech. O piloto garantiu a primeira fila do grid para a equipe chefiada por Rodrigo Contin.
 
Carlos Cunha Filho vai largar da terceira posição e terá ao seu lado Samaia. A diferença entre os primeiros colocados foi razoavelmente pequena, com pouco mais de 0s3 entre Iorio e Samaia, por exemplo. Christian Hahn, também da Cesário, completou o rol dos cinco primeiros colocados. Mais atrás, Luís Felipe Branquinho vai partir do sexto lugar com o carro #10 da RR Racing.
 
Por sua vez, o único carro da categoria Light, pilotado pelo jovem brasiliense Pedro Caland, parte da sétima e última posição no geral. A diferença de equipamento (do Dallara F309 da classe A para o F301 da Light) se faz nítida nos tempos de volta. A melhor marca de Caland foi de 1min09s077.
 
A primeira corrida da rodada dupla da F3 Brasil em Londrina está marcada para a manhã deste domingo, a partir de 8h20 (horário de Brasília).
PADDOCK GP #47 DISCUTE F1, FINAL DA INDY E FALA SOBRE ALEX ZANARDI

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube