Giovinazzi toma liderança ainda na largada e garante vitória fácil na corrida 3 da F3 Europeia em Norisring

Se aproveitando de uma largada ruim dos dois pilotos da primeira fila, Antonio Giovinazzi tomou a ponta ainda nos primeiros metros e não mais perdeu. Nem as relargadas pós-Safety Car ameaçaram o italiano em Norisring. Com o triunfo, o piloto da Prema tomou a segunda posição na classificação da F3 Europeia

O vencedor da terceira corrida da F3 Europeia em Norisring, disputada neste domingo (28), foi decidido ainda na largada. Antonio Giovinazzi, que largava em terceiro, conseguiu deixar seus dois rivais para trás e assumir a ponta. Daí em diante a liderança não trocou mais de mãos e o italiano conseguiu sua terceira vitória da temporada.
 
Os dois pilotos da primeira fila, George Russell e Alexander Albon, patinaram ao acelerar e abriram caminho para Giovinazzi. Após se recuperar, a dupla conseguiu subir ao pódio.
Giovinazzi não teve problemas para vencer em Norisring (Foto: F3 Europeia)
As três intervenções de Safety Car poderiam deixar Giovinazzi em posição ruim na prova, mas o piloto da Prema não enfrentou problemas para lidar com os adversários nas relargadas.
 
“Minha largada foi muito boa, consegui passar Russell e Albon logo de cara e tomei a liderança. As relargadas depois dos três Safety Cars foram os únicos momentos difíceis, mas consegui fazer tudo certo. Quero dedicar essa vitória ao meu avô, que nos deixou essa semana. Ele era meu maior fã”, contou Giovinazzi.
 
Russell, que passou a maior parte da prova em segundo lugar, lamentou a falta de oportunidades para tomar a liderança.
 
“Assim como Albon, eu larguei mal. Depois do treino do DTM, a aderência nas nossas posições estavam inesperadamente altas. Depois disso, não pude acompanhar o ritmo do Giovinazzi. Não só ele era o mais rápido como também nos deixou sem chances nas relargadas. Todavia, estou feliz com esse pódio”, argumentou.
 
Para Albon a situação foi um pouco pior. O tailandês caiu para quinto lugar na primeira volta e precisou se recuperar ao longo da prova. Apesar dos esforços e das ultrapassagens, o máximo que deu para recuperar foi a última posição do pódio.
 
“Minhas esperanças de conseguir um resultado melhor acabaram logo na largada, quando caí da pole para quinto lugar. Nessa prova, meu carro estava, outra vez, realmente bom. Estar no pódio sempre é bom. É minha primeira temporada na F3 Europeia e estou aprendendo de corrida em corrida. Além disso, minha equipe está fazendo um trabalho muito bom”, disse.
 
O dia dos pilotos brasileiros foi mediano. Encerrando uma etapa sem brilhos, Pietro Fittipaldi foi 16º e Sérgio Sette Câmara acabou com 19º. Somando as três baterias de Norisring, o total de pontos incomoda: zero.
 
O líder do campeonato ainda é Charles Leclerc, que terminou a prova em quarto. O segundo lugar trocou de mãos e passou a ser de Giovinazzi, que está 42,5 pontos atrás do monegasco.
 
A próxima etapa da F3 Europeia será em Zandvoort, em duas semanas.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube