Piquet deixa grave acidente para trás, brilha em sábado perfeito e vence em Curitiba na F3 Brasil

Pedro Piquet deixou claro que nem o enorme susto vivido em Goiânia é capaz de segurá-lo. O bicampeão da F3 Brasil comprovou que o acidente terrível na Porsche Cup não afetou sua pilotagem e confiança. De ponta a ponta, o filho do tricampeão mundial de F1 não deu chances a ninguém e venceu na tarde deste sábado em Curitiba

Como diria um famoso narrador, virou passeio! E Pedro Piquet definitivamente passeou na tarde deste sábado (17) em Curitiba, palco da primeira corrida do fim de semana da sétima etapa da F3 Brasil. Com uma performance simplesmente perfeita, o bicampeão da categoria não deu chances a ninguém e, depois de largar na pole-position, liderou de ponta a ponta e sacramentou mais uma vitória em sua dominante temporada 2015.

Foi a amostra definitiva de que nem o gravíssimo acidente sofrido na etapa de Goiânia da Prosche Cup foi capaz de abalar sua confiança e pilotagem. Piquet guiou como se nada tivesse acontecido e voltou à doce rotina de vitórias na F3 Brasil.

Matheus Iorio largou em segundo e em segundo terminou a prova deste sábado. O jovem paulista da Cesário não conseguiu fazer frente a Piquet, mas também não chegou a ser ameaçado pelo terceiro colocado, Arthur Fortunato. Este, sim, levou a melhor em uma batalha que travou com Carlos Cunha Filho pelo terceiro lugar e faturou o pódio. Cunha e Nicolás Dapero completaram o rol dos cinco primeiros nesta nublada tarde na capital paranaense.

Pedro Piquet provou que o acidente forte na Porsche Cup em nada o atrapalhou (Foto: Luca Bassani)

Saiba como foi a corrida 1 da F3 Brasil em Curitiba

A largada da prova deste sábado foi relativamente tranquila. Piquet não foi ameaçado em momento algum e partiu na frente, sendo seguido por Matheus Iorio, seu companheiro de equipe. Carlos Cunha formava a trinca da Cesário depois de ter ultrapassado o argentino Nicolás Dapero.

Guilherme Samaia, que vinha em sexto lugar na classificação geral e segundo na Light, acabou por cometer um erro na quinta volta. O piloto da Cesário ainda conseguiu voltar à pista para tentar garantir o título da classe neste fim de semana, mas ficou muito tempo nos boxes para fazer reparos em seu carro e perdeu boas voltas em relação aos líderes.

Com uma vantagem já confortável de 2s, Pedro não queria saber de administrar e acelerava forte seu carro Dallara-Berta #1 em Curitiba. Na prática, não havia briga pela liderança, mas sim pelo terceiro lugar, uma vez que Dapero começava a forçar o ritmo e tentava ultrapassar Cunha por um lugar no pódio.

O fato é que o ritmo de Cunha era mais lento em relação a Dapero e também a Fortunato. Desta forma, eram dois pilotos contra o jovem Carlos na briga pelo terceiro lugar em Curitiba.

Pedro Piquet deixou para trás o acidente em Goiânia e triunfou em Curitiba (Foto: Fabio Davini/Vicar)

Mas Cunha conseguiu se segurar em terceiro lugar e até abriu vantagem para Fortunato, que conseguiu ultrapassar Dapero. Entretanto, Fortunato deu a volta por cima e aproveitou uma queda de rendimento de Cunha para enfim subir para terceiro.

Outra briga que chamava a atenção entra entre os dois jovens pilotos da Prop Car na categoria Light. Igor Fraga e Matheus Muniz, no fim das contas, brigavam pela vitória na classe, que tinha na pista apenas outro piloto, Pietrowski.

Mas lá na frente, contudo, não tinha briga. Era Piquet soberano em busca de mais uma vitória na F3 Brasil para dar a volta por cima de vez depois do acidente terrível sofrido em Goiânia na Porsche Cup. Sem dar chances aos adversários, Pedro controlou a dianteira até o fim, sem nenhum problema, conseguiu cruzar a linha de chegada na frente, coroando um sábado perfeito em Curitiba.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube