Rosenqvist mergulha para ponta na largada e encerra temporada na F3 Euro com vitória em Hockenheim. Sette Câmara é 11º

Felix Rosenqvist aproveitou as estratégias diversas e o fato de largar na parte mais seca do traçado de Hockenheim para mostrar uma vez mais quem é o campeão e terminar a temporada com vitória

A temporada 2015 da F3 Europeia chegou ao fim neste domingo (18) em Hockenheim da forma como praticamente se desenhou todo o ano: com vitória de Felix Rosenqvist e uma corrida acidentada. 
 
Uma chuva forte que caiu pela manhã deixou a pista confusa e sujeita a diferentes estratégias. Foi nessa que o pole-position Jake Dennis, tentando assegurar o terceiro lugar do campeonato, resolveu largar de pneus de chuva, apostando um mais água numa pista que já começava a secar. Seu rival pelo terceiro lugar, Charles Leclerc, fez o mesmo.
 
Logo na largada, a aposta tomou o primeiro golpe. Dennis ficou, com o companheiro e campeão Rosenqvist, largando em terceiro, pulando para ponta. A vantagem do sueco para o vice-campeão e segundo colocado Antonio Giovinazzi foi largar do lado seco do traçado alemão.
 
Alexander Albon fez uma grande primeira volta, também conseguindo mergulhar e passar Giovinazzi, Dennis e Leclerc. A sorte de Albon – e que acabou permitindo que ele empatasse com sua melhor corrida do ano em termos de resultado – foram os quatro safety-cars chamados. Os pneus da sua Signature praticamente se desfizeram.
Pela última vez em 2015, Felix Rosenqvist (Foto: F3)
O primeiro destes safety-cars foi à pista após Pietro Fittipaldi e Nicolas Pohler baterem, além do carro do brasileiro ficar preso na zebra. Na sequência, George Russell bateu na barreira de contenção após toque de Matt Rao – Tanart Sathienthirakul também estava à deriva por conta de outro toque. O terceiro foi após batida de Nabil Jeffri e Andy Chang, enquanto o quarto foi por destroços.
 
Giovinazzi ficou mesmo com a terceira colocação, seguido por Alexander Sims, Callum Ilott, Maximilian Günther, Dennis, Mikkel Jensen, Michele Beretta e Raoul Hyman fechando o top-10. Sérgio Sette Câmara foi 11º.
 
No fim das contas, Dennis conseguiu terminar com o terceiro lugar do campeonato. Foram 377 contra 363,5 pontos de Leclerc. O monegasco, no entanto, saiu do ano com o troféu de melhor novato.
 
Sette Câmara e Fittipaldi terminaram o ano com 57,5 e 32 pontos – o suficiente para posições 14 e 17, respectivamente.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube