Samaia vence duelo e triunfa em corrida 2 em Curitiba, mas vê Iorio ficar perto do título da F3 Brasil

Guilherme Samaia conseguiu segurar a pressão de Matheus Iorio nas voltas finais da corrida nesta manhã de domingo em Curitiba e garantiu sua terceira vitória em 2016, permanecendo vivo na luta pelo título. Mas a taça está cada vez mais perto de Iorio após a sexta rodada dupla da temporada. Apenas quatro carros terminaram a corrida

A temporada 2016 da F3 Brasil vai se aproximando do fim. Na manhã deste domingo (16), a categoria-escola de monopostos do automobilismo nacional encerrou a sexta etapa do campeonato, que parece cada vez mais destinado às mãos de Matheus Iorio. O piloto da Cesário largou em sexto lugar e, sem dificuldades, subiu para as primeiras posições, mas teve um rival ‘osso duro de roer’ pela frente: justamente seu oponente direto na luta pela taça, seu companheiro de Cesário, Guilherme Samaia. Nas voltas finais da prova, Iorio bem que tentou, mas não conseguiu ultrapassar o colega de time, que se defendeu bem e venceu pela terceira vez na temporada.
 
Mas Iorio caminha a passos largos para o título. Agora, o paulista soma 151 pontos, contra 107 de Samaia, tendo ainda mais 60 pontos em disputa nas etapas de Goiânia, em novembro, e em Interlagos, no mês de dezembro.
 
Thiago Vivacqua fechou o pódio com o carro da Hitech Racing. Também pela equipe chefiada por Rodrigo Contin, Pedro Caland finalizou em quarto, sendo o único da categoria Light a ver a bandeira quadriculada neste domingo. Dos sete pilotos inscritos, três abandonaram: Leonardo de Souza, Lukas Moraes — que neste fim de semana correu com um carro da Cesário na Light — e Christian Hahn, que cometeu um erro e rodou após disputa de pista com Vivacqua.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Guilherme Samaia venceu a corrida que fechou a rodada dupla de Curitiba (Foto: Fábio Davini/Vicar)
Saiba como foi a corrida 2 da F3 Brasil em Curitiba
 
Leonardo de Souza, pela regra do grid invertido, largou na pole-position. Mas bastou começar a corrida para piloto ser superado. Thiago Vivacqua conquistou a liderança e foi seguido por Samaia, o vice-líder do campeonato. Christian Hahn conseguiu se segurar em terceiro e vinha seguido por Matheus Iorio, que precisava abrir 61 pontos de vantagem para o segundo lugar para ser campeão neste domingo em Curitiba.
 
Souza era o quinto, à frente de Lukas Moraes, que disputou a rodada dupla do fim de semana no F301 da Cesário na categoria Light, enquanto Pedro Caland vinha em sétimo.
 
Iorio ganhava a posição de Samaia e subia para terceiro, acompanhando de perto a briga boa entre Vivacqua e Samaia pela liderança da corrida. Os dois pilotos quase chegaram a tocar rodas na volta 4, mas o piloto da Hitech Racing/Shell sustentou a ponta. Mas a dupla chamava Iorio para a briga.
 
O ritmo de corrida de Vivacqua era bem inferior em relação aos carros da Cesário, que se aproximavam. Além de Samaia, que estava colado no carro #36 da Hitech, Iorio e também Hahn se aproximavam da disputa pela liderança, enquanto Souza tinha um rendimento bem inferior e já estava 9s atrás. 
 
Na abertura da sétima volta, no fim da reta dos boxes, não teve jeito. Samaia colocou de lado e ultrapassou Vivacqua por dentro para ganhar a liderança. Iorio, em seguida, também ganhou a posição do piloto da Hitech. Hahn tentou fazer o mesmo, mas cometeu um erro, colocou a roda na grama e rodou sozinho, batendo até forte na barreira de pneus. Mas a corrida continuou normalmente.
 
Assim, Samaia era o líder e mantinha uma dianteira até tranquila para Iorio. Vivacqua era o terceiro colocado. Lukas Moraes aparecia em quarto, mas o paulista recolhia para os boxes e também abandonava a disputa. Assim, restavam cinco carros na pista. Souza subia para o quarto lugar e Pedro Caland completava o grid.
 
Na volta 13, a corrida passou a ter quatro carros. O bólido de Souza quebrou, levando o piloto a abandonar a disputa em Curitiba. Assim, restavam apenas Samaia, Iorio, Vivacqua e Caland, único piloto na pista pela Light.
 
Embora estivesse bem tranquilo em segundo lugar, Iorio queria a sua nona vitória no ano. E, para isso, pressionou Samaia nas voltas finais da corrida 2 do fim de semana. Mas o dono do carro #77 confirmou sua terceira vitória na temporada, deixando Matheus em segundo, enquanto Vivacqua completou o pódio. Caland fechou o rol dos pilotos que viram a bandeira quadriculada nesta manhã.
 
Restando quatro corridas para o fim da temporada, o campeonato ficou assim: Iorio agora soma 151, enquanto Samaia tem 107 dentre aqueles que sustentam chances de título. A próxima rodada dupla da F3 Brasil está marcada para os dias 5 e 6 de novembro, em Goiânia.

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube