F3

Ticktum confirma favoritismo e vence com autoridade GP de Macau marcado por acidente de Sophia

Dan Ticktum não teve maiores problemas para confirmar o favoritismo e vencer de forma dominante o GP de Macau pelo segundo ano seguido. O inglês do programa de jovens pilotos da Red Bull novamente bateu Joel Eriksson para levantar o caneco de Macau mais uma vez. A corrida foi marcada pelo grave acidente com a alemã Sophia Flörsch
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Dan Ticktum vibra na corrida em Macau (Foto: Reprodução/Twitter)
 
Dan Ticktum teve bem menos trabalho em 2018 que em 2017 para vencer, pela segunda vez consecutiva, o GP de Macau. O inglês, neste domingo (18), aproveitou a pole para dominar a corrida. Ticktum largou bem, teve bom ritmo e só foi de fato ameaçado nas vezes em que a prova teve a entrada do safety-car, juntando o pelotão.
 
O início da prova foi de disputa com Sacha Fenestraz, que fez ótima largada para superar Joel Eriksson. Depois, quando o sueco recuperou o segundo lugar, Ticktum também manteve o controle da prova e, diferentemente da prova de classificação, pouco sofreu com os ataques do rival.
 
A corrida foi marcada por um dos acidentes mais feios do ano, quando Sophia Flörsch tocou em Jehan Daruvala e decolou por cima do carro de Sho Tsuboi até passar por cima da grade e bater violentamente contra o muro de um local onde estavam fotógrafos e fiscais.
Dan Ticktum venceu a corrida em Macau (Foto: Reprodução/Twitter)
A batida foi a segunda entrada do safety-car, já que aconteceu justamente em uma relargada por um acidente grande envolvendo Álex Palou, Charles Leong, Keyvan Andres e Marino Sato.
 
Enaam Ahmed foi outro a bater durante a corrida - aliás, pela terceira vez no final de semana. Foi a última entrada do safety-car e que fez Eriksson encostar em Ticktum, mas nada que ameaçasse muito a vitória do membro do programa de jovens da Red Bull.
 
Fenestraz foi mesmo quem fechou o pódio com os dois, com Jake Hughes em quarto e Mick Schumacher ficando apenas na quinta colocação. Ralf Aron, Jüri Vips, Callum Ilott, Marcus Armstrong e Robert Shwartzman completaram o top-10 da corrida.