Guia F-E 2015/16: Audi ABT

A Audi ABT podia ter brigado pelo título no primeiro ano não fosse pela inconsistência de Daniel Abt. Ainda jovem, o alemão ainda segue tendo Lucas Di Grassi como parceiro, o que joga a favor - se ele evoluir neste ano, a Audi ABT vai incomodar a e.dams

Sede: Allgäu, Alemanha
Trem de força: ABT Schaeffler FE01
Principais dirigentes: Hans-Jürgen Abt – chefe; Thomas Biermaier, gerente
Em 2014/15 : 3ª colocada – 165 pontos

Com a parceria da Audi, a Abt chegou à F-E ano passado com o título de pilotos e de equipes em mente. O começo foi bom, uma vitória em Pequim com Lucas Di Grassi – e seria um terceiro lugar para Daniel Abt, não fosse pela primeira punição por excesso de uso de energia da história da categoria. No fim das contas, os títulos escaparam. A e.dams escapou, bem como Nelsinho Piquet.

Novamente, agora por conta das preparações próprias, a Audi ABT é uma das equipes para qual se olhar com atenção. O ABT Schaeffler MGU, o time diz, foi focado em confiabilidade e otimização do gerenciamento de temperatura, além do torque melhorado do motor. O câmbio tem três velocidades para diminuir o número de trocas por volta. Com a mesma dupla de pilotos, é hora do time alemão dar um passo à frente.

Lucas Di Grassi (Foto: Audi)
Nascimento: 11 de agosto de 1984 (31 anos), São Paulo, Brasil
Na F-E: 11 ePs
1 vitória
6 pódios
Na primeira temporada: Terceiro (133 pontos)
Na carreira: 24º na temporada 2010 da F1
Quarto na temporada 2014 do Mundial de Endurance
Vice-campeão da temporada 2007 da GP2

#11 – LUCAS DI GRASSI

Líder de boa parte da temporada inaugural da F-E, Lucas Di Grassi fechou o ano apenas na terceira posição, atrás de Nelsinho Piquet e Sébastien Buemi. O brasileiro ex-F1 precisa, em 2015, apagar o quase do campeonato passado.
 
Com promessa de mais um bom carro da Audi Abt, Di Grassi pode e deve pensar em conquistar o título da segunda temporada da F-E. O brasileiro precisa, também, esquecer um pouco a rivalidade com Nelsinho e focar em buscar seus resultados.
Daniel Abt (Foto: F-E)
Nascimento: 3 de dezembro de 1992 (22 anos) em Kempten, Alemanha
Na F-E: 11 ePs (1 pole, 1 pódio)
Na primeira temporada: 11º (32 pontos)
Na carreira: 2º na GP3 (2012), 7º na F3 Euro (2011), 16º na GP2 (2014)

#66 – DANIEL ABT

Daniel Abt é uma incógnita. Com uma pole e um pódio na primeira temporada da F-E, o alemão não passou lá uma grande impressão, mas o fato de ter um bom carro em mãos permite que Abt melhore muito seus números na categoria um pouco mais veterana.
 
Na pré-temporada, Abt chegou a liderar treino, mostrando velocidade. Com mais paciência nas provas e consistência, pode incomodar Di Grassi na briga doméstica.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube