Após adiamento, Fórmula E admite chance de Gen2 Evo nunca “ver a luz do dia”

Jamie Reigle, diretor-executivo da Fórmula E, confirmou que a exclusão do Gen2 Evo - uma evolução somente estética do atual Gen2 - é estudada como uma das possibilidades para as medidas de controle de custos para os próximos anos. Mas está longe de haver confirmação


 
A pandemia do novo coronavírus está em curso, e as discussões sobre as medidas que o esporte pode tomar para contornar a situação estão em curso. A Fórmula E já havia anunciado medidas provisórias há algumas semanas, mas as conversas continuam. Segundo o diretor-executivo da categoria, por exemplo, a evolução estética da geração atual de carros pode nunca aparecer nas pistas urbanas. 
 
Jamie Reigle afirmou que a categoria e equipes estão em processo de deliberações e sugestões sobre diversas saídas para as próximas temporadas. O plano inicial era que o Gen2 Evo passasse a ser utilizado na próxima temporada, a 2020/21, e que valesse por dois anos – até abrir espaço, na jornada 2022/23, para uma nova geração de carros, o Gen3. 
 
O atraso em pelo menos uma temporada já foi confirmado, mas os planos sobre o que será feito depois disso estão longe de confirmação. 
 
"Acredito que, quando começamos a conversar, todos concluíram o mesmo: se você atrasar em um ano e andar por dois anos, então o Gen3 terá de ser atrasado. Pode ser uma alternativa, mas por enquanto são apenas opções", afirmou ao site inglês 'The Race'.
A largada do eP de Marrakech (Foto: BMW)
Após a confirmação do desenho do Gen2 Evo, por parte da Fórmula E, todas as equipes chegaram a divulgar suas versões do carro – pinturas parecidas com as atuais aplicadas no desenho do novo chassi.
 
"Há alternativas para o Gen2 Evo vir à tona e durar mais tempo, jogando o Gen3 um pouco mais para trás ainda. Há, então, o cenário em que tentamos manter o caminho para o Gen3 e o Gen2 Evo, que é basicamente uma atualização cosmética, não seja usado. Se esse desenvolvimento for evitado é porque pensamos e poupar do ponto de vista financeiro, claro, pensando no Gen3. Existe a possibilidade que o Gen2 Evo não veja a luz do dia, mas é difícil dizer agora", seguiu.
 
Junto ao adiamento por pelo menos um ano do Gen2 Evo, a Fórmula E ainda confirmou que o sistema de homologação dupla para as próximas duas temporadas: as equipes poderão trazer novidade para somente um dos campeonatos. As que introduzirem um novo carro em 2020/21, terão de mantê-lo exatamente igual para o ano seguinte; já as que decidirem postergar atualizações e manter a versão atual dos próprios carros para 2020/21 terão a chance de estrear um bólido com novidades para a temporada posterior. 
 
O diretor-esportivo da BMW, Jens Marquadt, tratou como bem-vindo o trabalho da Fórmula E para controlar gastos no campeonato ao longo dos próximos anos, mas afirmou que há discussões também em outros campos que não apenas as mudanças estéticas e de geração dos carros. 
 
"Estrear o Gen2 Evo na oitava temporada [2021/22] em vez da sétima, assim como a ideia da homologação dupla, são boas soluções para ajudar que as equipes naveguem por esses tempos difíceis. Agradecemos e recebemos bem essas decisões, mas há outras discussões sobre mais medidas de controle de custos  rolando. E é necessário, em nossa opinião", apontou.
 
"Adiar a introdução do Gen3 para a temporada dez [2023/24] é uma das opções que nós apoiamos", finalizou. 
 
Sem etapas marcadas no calendário da temporada atual, a Fórmula E ainda imagina quando pode encerrá-la.

Paddockast #60
OS PIORES PILOTOS DA HISTÓRIA DA F1

Ouça:

Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube